Alvenaria estrutural em situação de incêndio

influência da resistência à compressão de blocos cerâmicos

Autores

  • Felipe Schneider de Lima
  • Rafael Trevisan
  • Sérgio Klippel Filho
  • Julio César Vechim
  • Bernardo Tutikian Unisinos

Palavras-chave:

resistência ao fogo, Alvenaria Estrutural, blocos cerâmicos, isolamento térmico

Resumo

Diversas características influenciam a resistência ao fogo de sistema de parede em alvenaria estrutural, dentre as quais pode se incluir sua resistência à compressão. O comportamento desse sistema é validado experimentalmente conforme a norma NBR 5628. Esse estudo tem como objetivo analisar comparativamente a resistência ao fogo obtida através de ensaios em escala real em alvenaria estrutural, envolvendo as características de isolamento térmico, estanqueidade a passagem de gases e fumaça e estabilidade estrutural. Foram avaliados componentes com a mesma configuração em termos de revestimento e assentamento, assumindo como variável a resistência a compressão dos blocos, tendo sido considerados neste estudo blocos de classe EST 60, 100 e 140. Os resultados obtidos apontam que a resistência à compressão da alvenaria pode influenciar, além da estabilidade estrutural do sistema, também seu isolamento térmico, critério tipicamente crítico para alvenarias de blocos cerâmicos em situação de incêndio. A amostra de maior resistência à compressão apresentou menor deslocamento horizontal, contribuindo para mitigar a geração de fissuras, aumentando a oposição da alvenaria à passagem da temperatura ao longo de sua seção transversal e assim aumentar sua resistência ao fogo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

11.01.2024

Como Citar

LIMA, F. S. de; TREVISAN, R.; KLIPPEL FILHO, S.; VECHIM, J. C.; TUTIKIAN, B. Alvenaria estrutural em situação de incêndio: influência da resistência à compressão de blocos cerâmicos. Ambiente Construído, [S. l.], v. 24, 2024. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/ambienteconstruido/article/view/134436. Acesso em: 14 abr. 2024.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)