Dimensionamento ao cisalhamento de vigas de concreto reforçado com fibras de aço sem estribos

uma análise paramétrica

Autores

Palavras-chave:

Concreto reforçado com fibras, Vigas sem estribo, Capacidade ao cisalhamento, Análise paramétrica, NBR 16935

Resumo

Algumas normativas apresentam recomendações de dimensionamento ao cisalhamento de vigas de concreto reforçado com fibras, porém com diferenças entre si. Desse modo, este artigo tem como objetivo realizar o dimensionamento ao cisalhamento e análise paramétrica de vigas em concreto reforçado com fibras de aço (CRFA) sem estribos, baseando-se nos métodos propostos pela NBR 16935:2021, pelo FIB Model Code 2010, pela RILEM TC 162-TDF e pela norma alemã. Buscou-se na literatura ensaios experimentais de vigas de CRFA, com armadura longitudinal e sem estribos, para obter valores experimentais a serem comparados com as previsões fornecidas pelas normativas. Para a análise paramétrica, consultou-se trabalhos com resultados de resistência residual à tração baseados no ensaio EN 14651, ensaio similar ao indicado pela NBR 16935:2021. Os parâmetros variados foram a largura (bw), a altura útil (d) e a taxa de armadura longitudinal (ρ). Os resultados mostraram que a NBR 16935:2021 e o FIB Model Code 2010 apresentam, na média, valores característicos mais distantes dos resultados experimentais, sendo mais conservadoras em relação às demais normativas. Entre os parâmetros analisados, a taxa de armadura longitudinal apresentou a maior influência nos resultados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gabriela Mazureki Campos Bahniuk, Universidade Federal do Paraná Universidade Estadual de Ponta Grossa

Doutorado no Programa de Pós-graduação em Engenharia Civil (PPGEC) da Universidade Federal do Paraná

Professora no Departamento de Engenharia Civil da Universidade Estadual de Ponta Grossa

Allan Guimarães Borçato, Universidade Federal do Paraná Instituto Federal de Santa Catarina

Mestrado no Programa de Pós-graduação em Engenharia Civil (PPGEC) da Universidade Federal do Paraná

Professor do Instituto Federal de Santa Catarina, Campus São Carlos - SC.

Ricardo Pieralisi, Universidade Federal do Paraná - UFPR, Curitiba-PR, Brasil

Centro de Estudos de Engenharia Civil (CESEC), Programa de Pós-graduação em  Engenharia Civil (PPGEC), Universidade Federal do Paraná - UFPR, Curitiba-PR, Brasil

Downloads

Publicado

2022-09-12

Edição

Seção

Artigos