Brincando com a autoimagem: os travestismos na fotografia produzida por artistas nos anos 1960/1970

Autores

  • Juliana Gisi Universidade Federal do Paraná - UFPR

DOI:

https://doi.org/10.22456/2179-8001.136204

Palavras-chave:

Fotografia, Artes Visuais, Anos 1960/1970, Travestismo, Artista Gênio

Resumo

Apresento aqui uma reflexão que deriva de estudos meus anteriores sobre a fotografia produzida por artistas nos anos 1960/1970, focando no que chamo de travestismo, procedimento em que a/o artista cria ficções do eu a partir de uma caracterização mais ou menos explícita. Experimentações com a autoimagem, distensões identitárias que, de alguma forma, produzem também subjetividades e tocam em questões significativas tanto do mundo social – gênero e sexualidade, familiares, referências artísticas ou teóricas, estereótipos sociais e culturais – quanto artísticas, como a desestabilização da figura do artista gênio, tema que dialoga com outros questionamentos do período na quebra de convenções.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Juliana Gisi , Universidade Federal do Paraná - UFPR

Juliana Gisi é graduada em Pintura pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná (2000), tem Especialização em História da Arte do Século XX, pela mesma instituição (2002). É mestre em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (2004) e doutora em Artes Visuais, na área de concentração em História, Teoria e Crítica de Arte, pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. É professora adjunta da Universidade Federal do Paraná. Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Artes Visuais, Fotografia e Educação.

Referências

ADES, Dawn. Duchamp’s Masquerades. In: CLARKE, Graham (Ed.). The Portrait in Photography. Reaktion Books: Londres, 1992. Pp. 94-114.

ALMEIDA, Juliana Gisi Martins de. Fotografia e Práticas Artísticas: os discursos dos artistas nos anos 1960 e 1970. Tese de Doutorado, UFRGS, 2013.

BAUDELAIRE, Charles. O pintor da Vida Moderna.Ed. Veja, Limitada: Lisboa, 1993

BUCHLOH, Benjamin H. D.. “Conceptual Art 1962-1969: From the Aesthetic of Administration to the Critique of Institutions”. October, Vol. 55 (Winter, 1990), pp. 105-143 Published by: The MIT Press Stable URL: http://www.jstor.org/stable/778941 Acesso: 04/07/2009.

DUVE, Thierry de. Kant after Duchamp. Massachusetts: MIT Press, 1999.

FONTGALAND, Arthur & CORTEZ, Renata. 2015. "Manifesto ciborgue". In: Enciclopédia de Antropologia. São Paulo: Universidade de São Paulo, Departamento de Antropologia. Disponível em: http://ea.fflch.usp.br/obra/manifesto-ciborgue ISSN: 2676-038X (online) acesso 18/8/2022 Guerilla Girls < https://www.guerrillagirls.com> acesso 22/8/2022

GUTIERREZ, Martine. Entrevista: A trans latinx artist’s incredible high-fashion self-portraits. 2018. Disponível em https://www.vice.com/en/article/9kvaey/martine-gutierrez-trans-latinx-artist-indig enous-fashion-photography acesso 11/8/2022.

HARAWAY, Donna J. Manifesto ciborgue – ciência, tecnologia e feminismo-socialista no final do século XX. In: https://cochabambahotel.noblogs.org/files/2017/03/Manifesto_Ciborgue.pdf acesso 18/8/2022

HUME, David. Do padrão do gosto. In: Hume – Vida e Obra. São Paulo: Nova Cultural, 1999.

JAREMTCHUCK, Dária. Anna Bella Geiger: passagens conceituais. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo / Belo Horizonte: C / Arte, 2007.

LEE, Nikki S. In: Museum of Contemporary Photography, https://www.mocp.org/detail.php?type=related&kv=6722&t=objects acesso 16/8/2022

LIPPARD, Lucy R.. Six years: the dematerialization of the art object from 1966 to 1972... California: University of California Press, 2001.

KELLEY, Mike. “Cross Gender / Cross Genre” In: PAJ: A Journal of Performance and Art, vol. 22, no 1 (Jan., 2000), pp. 1-9. The MIT Press on behalf of the Performing Arts Journal, Inc. < http://www.jstor.org/stable/3245906> acesso 9/5/2009.

SCHAEFFER, Jean-Marie. L’art de l’âge modern: l’esthétique et la philosophie de l’art du XVIIIe siècle à nos jours. Paris: Éditions Gallimard, 1992.

SMITH, Roberta. Art or Ad or What? It Caused a Lot of Fuss: “Lynda Benglis/Robert Morris: 1973-74” at Susan Inglett Gallery. 2009. Disponível em < https://www.nytimes.com/2009/07/25/arts/design/25benglis.html> acesso 10/8/2022.

SÜSSEKIND, Pedro. Greenberg, Danto e O Fim da Arte. Revista Kriterion. N. 55. Jun. 2014. Disponível em < https://doi.org/10.1590/S0100-512X2014000100019> acesso 31/8/2022

VOGEL, Wendy. Twenty Years On, Nikki S. Lee’s Shapeshifting Art Provokes Debates About Cultural Appropiriation. In: Art in America. March 26, 2020. < https://www.artnews.com/art-in-america/features/nikki-s-lees-shapeshifting-art-c ultural-appropriation-1202682096/> acesso 19/8/2022.

Arquivos adicionais

Publicado

2023-10-15

Como Citar

Gisi , J. (2023). Brincando com a autoimagem: os travestismos na fotografia produzida por artistas nos anos 1960/1970. PORTO ARTE: Revista De Artes Visuais (Qualis A2), 27(48). https://doi.org/10.22456/2179-8001.136204

Edição

Seção

DOSSIÊ: Exercícios do Político na Imagem Contemporânea

Categorias