Adaptação transcultural do CIS-R (Clinical Interview Schedule - Revised Version) para o português no estudo longitudinal de saúde do adulto (ELSA)

Maria Angélica Nunes, Márcia Guimarães de Mello Alves, Dora Chor, Maria Inês Schmidt, Bruce Bartolow Duncan

Abstract


A importância crescente dos transtornos mentais motivou sua investigação no Estudo Longitudinal Saúde do Adulto (ELSA). Optou-se pelo instrumento CIS-R (Clinical Interview Schedule – Revised), validado na língua original inglesa, e que classifica sintomas depressivos e de ansiedade característicos dos transtornos mentais comuns (TMC).. A maioria das seções do CIS-R foi previamente traduzida para o português e utilizada em uma amostra de pacientes hospitalizados em São Paulo.  A maior abrangência da população no ELSA e a existência de seções não traduzidas para o português levaram a realização de uma nova tradução e adaptação de todo instrumento a partir da versão original em inglês. Para tanto, foram realizadas análises de equivalência conceitual, entre os itens, semântica e operacional. O instrumento foi considerado adequado para investigar transtornos mentais comuns e suas associações com outras doenças crônicas.


Keywords


CIS-R, ELSA Brasil, equivalência transcultural



Copyright (c)



ISSN: 2357-9730 

http://seer.ufrgs.br/hcpa/

   

  

 

Apoio Financeiro:


 

Licença Creative Commons
The Clinical & Biomedical Research is licenced under Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.