Criança se nasce

María de los Ángeles González

Resumo


O texto propõe, do ponto de vista filosófico, que ser criança, nascer e permanecer criança após o nascimento é uma forma de habitar o mundo. O jeito de estar no mundo diferente do de outras idades é fundante para sempre. O que significa ser criança? Desde essa perspectiva propõe um olhar para a infância, respeitoso dos direitos das crianças, suas necessidades e características. Desse ponto de vista, o texto considera que a cidade, os espaços públicos e os jogos são fundamentais para permitir a implantação, aquela "maneira de habitar o mundo" que implica ser criança.

Palavras-chave


Criança. Infância. Paradoxos da infância. Direitos das crianças

Texto completo:

PDF (Español (España))

Referências


GIRONDO, Oliverio. Obras completas. Buenos Aires: Losada, 1968.

MARTÍ, José. La edad de oro. La Habana: Editorial Gente Nueva, 1989.

MAUGHAM, William Somerset. El filo de la navaja. Barcelona: Ediciones G. P., 1965.

NIZAN, Paul. Adén-Arabia. Barcelona: Paradigma, 1991.

TONUCCI, Francesco. Niño se nace. Barcelona: Barcanova, 1988.




DOI: https://doi.org/10.22456/2357-9854.92911

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

       

 

 

 

Revista GEARTE

ISSN 2357-9854 | e-ISSN 2596-3198 | Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil

http://www.seer.ufrgs.br/gearte

 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.