Des/obediência docente na de/colonialidade da arte/educação na América Latina

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22456/2357-9854.92905

Palavras-chave:

Arte/Educação. América Latina. Pensamento decolonial.

Resumo

Neste debate, interessa apresentar algumas inquietações epistemológicas acerca da Arte/Educação na América Latina a partir do pensamento decolonial, propondo a desobediência docente como uma alternativa para a decolonialidade desse campo de conhecimentos. Trata-se, portanto, de pensar a opção decolonial no debate sobre as contradições e a hegemonia eurocêntrica/ estadunidense na Arte/Educação em contextos latino-americanos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eduardo Junio Santos Moura, Universidade Estadual de Montes Claros —Unimontes, Montes Claros/MG

Doutor em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais (doutorado Latino-americano/ FaE/ UFMG) com período sanduíche na Universidad Pedagógica Nacional (UPN), sede Bogotá (Colômbia), Mestre em Educação (UnB), Especialista em História da Arte (Unimontes), Graduado em Educação Artística/ Artes Plásticas (Unimontes). Professor da Licenciatura em Artes Visuais do Departamento de Artes da Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes). Pesquisa em/sobre ensino de Arte, processos pedagógicos no ensino de Artes Visuais. Publicação em livro: Iniciação à docência: processos formativos no PIBID/ Unimontes.

Referências

BARBOSA, Ana Mae. Tópicos utópicos. Belo Horizonte: C/Arte, 1998.

BARBOSA, Ana Mae. Arte/Educação: formando professores. Revista CLEA (Consejo Latinoamericano de Educación por el Arte). n. 2, p. 7-29, 2016. Disponível em: <https://goo.gl/ANGNny> Acesso em: 03 fev. 2019.

CASTRO-GÓMEZ, Santiago. Ciências sociais, violência epistêmica e o problema da invenção do outro. In: LANDER, Edgardo (Org.). A colonialidade do saber: eurocentrismo e ciências sociais. Perspectivas latinoamericanas. Colección Sur Sur, CLACSO, Ciudad Autónoma de Buenos Aires, Argentina, 2005. p. 80-87

DUSSEL, Enrique. Europa, Modernidade e Eurocentrismo. In: LANDER, Edgardo (Org.). Colonialidade do saber: eurocentrismo e ciências sociais. Perspectivas latino-americanas. CLACSO, Ciudad Autónoma de Buenos Aires, 2005. p. 24-32

MALDONADO-TORRES, Nelson. Sobre la colonialidad del ser: contribuciones al desarrollo de un concepto. In: CASTO-GOMEZ, Santiago; GROSFOGUEL, Ramón (Orgs.). El giro decolonial: reflexiones para una diversidad epistémica más allá del capitalismo global. Bogotá: Siglo del Hombre Editores; Universidad Central, Instituto de Estudios Sociales Contemporáneos y Pontificia Universidad Javeriana, Instituto Pensar, 2007. p. 127-168

MIGNOLO, Walter. La idea de América Latina: la herida colonial y la opción decolonial. Barcelona: Gedisa, 2007.

MIGNOLO, Walter. Desobediência epistêmica: a opção descolonial e o significado de identidade em política. Cadernos de Letras da UFF – Dossiê: Literatura, língua e identidade, n. 34, p. 287-324, 2008.

MIGNOLO, Walter. Desobediencia epistémica: retorica de la modernidad, lógica de la colonialidad y gramática de la descolonialidad. Ciudad Autónoma de Buenos Aires: Ediciones Del Signo, 2010.

MIGNOLO, Walter. Colonialidade: O lado mais escuro da modernidade. Trad. Marco Oliveira. Revista Brasileira de Ciências Sociais RBCS, v. 32, n. 94, p. 1-18, jun., 2017.

MOURA, Eduardo Junio Santos. Des/obediência na de/colonialidade da formação docente em Arte na América Latina (Brasil/Colômbia). 2018. 249f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte.

NKRUMAH, Kwame. Neocolonialism: the last stage of imperialism. London: Thomas Nelson & Sons Ltd., 1965. Disponível em:https://goo.gl/bsD4sF Acesso em: 10 mar. 2019.

QUIJANO, Aníbal. Colonialidad y modernidad/racionalidad. Peru Indígena, v. 13, n. 29, p. 11-20, 1992.

QUIJANO, Aníbal. Colonialidade do Poder, Eurocentrismo e América Latina. In: LANDER, Edgardo (Org.). A colonialidade do saber: eurocentrismo e ciências sociais. Perspectivas latinoamericanas. Colección Sur Sur. Ciudad Autónoma de Buenos Aires, Argentina: CLACSO, 2005.

QUIJANO, Aníbal. Colonialidad del poder y clasificación social. In: CASTRO-GOMEZ, Santiago; GROSFOGUEL, Ramon (Coords.). El giro decolonial: reflexiones para una diversidad epistêmica más allá del capitalismo global. Bogotá: Siglo del Hombre Editores; Universidad Central, Instituto de Estudios Sociales Contemporáneos, Pontificia Universidad Javeriana, Instituto Pensar, 2007. p. 93-126

WALSH, Catherine. Interculturalidad crítica y educación intercultural. In: Seminario Interculturalidad y Educación Intercultural. La Paz: Instituto Internacional de Integración del Convenio Andrés Bello, 2009.

Downloads

Publicado

2019-07-05

Como Citar

MOURA, E. J. S. Des/obediência docente na de/colonialidade da arte/educação na América Latina. Revista GEARTE, [S. l.], v. 6, n. 2, 2019. DOI: 10.22456/2357-9854.92905. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/gearte/article/view/92905. Acesso em: 2 out. 2022.

Edição

Seção

Ensino/Aprendizagem das Artes na América Latina: colonialismo e questões de gênero