Movimento hackerspace: um estudo sobre a experiência brasileira

Autores

  • Beatriz Cintra Martins Laboratório Interdisciplinar sobre Informação e Conhecimento - Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT)/Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)
  • Sarita Albagli Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT)

DOI:

https://doi.org/10.19132/1808-5245261.161-185

Palavras-chave:

Hackerspace, Inovação de base, Ciência cidadã.

Resumo

Os hackerspaces fazem parte de fenômeno emergente em todo o mundo de construção de espaços e infraestruturas alternativos de pesquisa, experimentação e aprendizado. Diferenciam-se de outros espaços institucionalmente estabelecidos por seus princípios de autonomia: são financiados e geridos por seus próprios membros e, logo, têm maior liberdade para definirem seus temas e questões. Neste artigo, apresentamos os resultados de pesquisa realizada, em 2017, sobre os hackerspaces brasileiros. Na análise, recorremos à estrutura proposta por Smith et al. (2017) em seu estudo sobre movimentos de inovação de base, organizada em quatro aspectos que se complementam, quais sejam: contexto, enquadramento, espaços e estratégias, e caminhos. Assim, abordamos a história do movimento no Brasil; sentidos e narrativas compartilhados pelos participantes; espaços e estratégias utilizados em sua estrutura e organização; e, finalmente, os estudos de casos selecionados por se articularem com questões da comunidade local. A pesquisa identificou 21 hackerspaces ativos no país em 2017, distribuídos pelas regiões Centro-Oeste, Nordeste, Sudeste e Sul. Destes, 16 responderam a um questionário que revelou a diversidade das atividades desenvolvidas e a proximidade dessas iniciativas com a comunidade universitária, dentre outras características. Já os estudos de caso evidenciaram que, além de contribuírem para a mais ampla circulação do conhecimento tecnológico, os hackerspaces também são espaços para o desenvolvimento de práticas e tecnologias que buscam responder a questões sociais e ambientais, como a sustentabilidade no descarte do lixo eletrônico e o monitoramento cidadão do meio ambiente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Beatriz Cintra Martins, Laboratório Interdisciplinar sobre Informação e Conhecimento - Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT)/Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)

Doutora em Ciências da Comunicação, com pós-doutorado em Ciência da Informação. Pesquisadora Associada do Laboratório Interdisciplinar sobre Informação e Conhecimento (LIINC), vinculado ao Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT) e à Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)

Sarita Albagli, Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT)

Doutora em Ciências (Geografia) Pesquisadora do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT). Professora do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação - PPGCI/IBICT-UFRJ.Coordenadora do Laboratório Interdisciplinar sobre Informação e Conhecimento (LIINC).

Referências

ALBAGLI, Sarita. Open science in question. In: ALBAGLI, Sarita; MACIEL, Maria Lucia; ABDO, Alexandre Hannud (Ed.). Open science, open issues. Brasília: IBICT; Rio de Janeiro:Unirio, 2015. p. 9-25. Available at: http://livroaberto.ibict.br/handle/1/1061. Accessed on 3 Nov. 2019.

ÁREA31. Hackerspace. Belo Horizonte, 2019. Available at: https://area31.net.br/wiki/P%C3%A1gina_principal. Accessed on: 25 Jan. 2019.

BARCO HACKER. Belém: 2013. Facebook: barcohacker.br. Available at: https://www.facebook.com/pg/barcohacker/about/?ref=page_ internal. Accessed on: 3 Nov 2019.

BURTET, Cecilia Gerhardt. Os saberes desenvolvidos nas práticas de um hackerspace de Porto Alegre. 2014. Dissertação (Mestrado em Administração) - Programa de Pós-Graduação em Administração, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2014.

CÂMARA DOS DEPUTADOS. LABHacker. Brasil, [2018]. Available at: http://labhackercd.leg.br/. Accessed on: 3 Nov. 2019.

CARNEIRO, Otávio. Otavio Carneiro: interview [Oct.2017]. Interviewer: Beatriz Cintra Martins. Rio de Janeiro, 2017. 1 mp4 file (48 min).

COLEMAN, Enid Gabriella. Coding Freedom: the ethics and aesthetics of hacking. New Jersey: Princeton, 2013.

COSTA, Lucas. Lucas Costa: interview [Oct.2017]. Interviewer: Beatriz Cintra Martins. Rio de Janeiro, 2017. 1 mp4 file (30 min).

FONSECA, Felipe. Redelabs: laboratórios experimentais em rede. 2014. Dissertação (Mestrado em Divulgação Ciêntífica e Cultural) - Instituto de Estudos da Linguagem, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2014.

GAROA HACKER CLUBE. Hackerspaces Brasileiros. [S. l.], 2019. Available at: https://garoa.net.br/wiki/Hackerspaces_Brasileiros. Accessed on: 25 Jan. 2019.

GAROA HACKER CLUBE. Sede. [S. l.], 2018. Available at: https://garoa.net.br/wiki/Sede. Accessed on 3 Nov. 2019.

GAROA HACKER CLUBE. História. [S. l.], 2015. Available at: https://garoa.net.br/wiki/Hist%C3%B3ria. Accessed on: 3 Nov. 2019.

GAROA HACKER CLUBE. Estatuto. [S. l.], 2013. Available at: https://garoa.net.br/wiki/Estatuto. Accessed on: 3 Nov. 2019.

GODOY, Roger. Roger Godoy: interview [Oct.2017]. Interviewer: Beatriz Cintra Martins. Rio de Janeiro, 2017. 1 mp4 file (25 min).

GRENZFURTHNER, Johannes; SCHNEIDER, Frank Apunkt. Hacking the spaces. [S. l.: s. n.], 2009.HACKERSPACE.ORG. Hackerspaces. [S. l.], 2018. Available at: http://hackerspaces.org. Accessed on: 25 Jan. 2019.

LEVY, Steven. Hackers: heroes of the computer revolution. New York: Penguin Books, 2001.

MARTINS, Beatriz Cintra; ALBAGLI, Sarita. Hackerspace movement: a study of the Brazilian experience. Zenodo [Repository]. 5 May 2019. DOI: 10.5281/zenodo.2667643. Available at: https://zenodo.org/record/2667643. Acessed on: 5 Nov. 2019.

MATTOS, Erica Azevedo da Costa. Ethos Hacker e Hackerspaces: práticas e processos de aprendizagem, criação e intervenção. 2014. Dissertação (Mestrado em Urbanismo, Histório e Arquitetura da Cidade) - Programa de Pós-Graduação em Urbanismo, História e Arquitetura da Cidade, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2014.

MAXIGAS, Peter. Hacklabs and Hackerspaces: Tracing Two Genealogies. Journal of Peer Production, [S. l.], n. 2, 2012. Available at: http://peerproduction.net/editsuite/issues/issue-2/peer-reviewed-papers/hacklabs-and-hackerspaces/. Accessed on: 2 Nov. 2019.

MENEZES, Karina Moreira; PRETTO, Nelson de Luca. Hackerspaces à brasileira: sociabilidade, diversidade e tecnologias. In: SEMINÁRIO INTERNACIONAL AS REDES EDUCATIVAS E AS TECNOLOGIAS: MOVIMENTOS SOCIAIS E EDUCAÇÃO, 8., 2015, Rio de Janeiro. Anais [...]. Rio de Janeiro: Universidade do Estado do Rio de Janeiro, 2015. Available at: http://www.seminarioredes.com.br/viiiredes/adm/diagramados/TR341.pdf. Acessed on: 2 Nov. 2019.

MINISTÉRIO DA CIDADANIA. Cultura viva. [S. l.]: Secretaria Especial da Cultura, [2018]. Available at: http://www.cultura.gov.br/cultura-viva. Access on: 3 Nov. 2019.

MOILANEN, Jarkko. Emerging Hackerspaces: peer-production generation. In: Hammouda, I. et al. (ed.). Open Source Systems: long-term sustainability. Berlin: Springer, 2012. p. 94-111.

MONITORA CERRADO. [S. l.], [ 2019]. Available at: http://monitoracerrado.org/. Accessed on: 3 Nov. 2019.

NING. California, [2018]. Available at: https://www.ning.com/. Access on: 3 Nov. 2019.

ÔNIBUS Hacker. São Paulo, 2011. Facebook: onibushacker.br. Available at: https://www.facebook.com/pg/onibushacker/about/?ref=page_internal. Accessed on: 3 Nov. 2019.

PETTIS, Bre; SCHNEEWEISZ, Astera; OHLIG, Jens (ed.). Hackerspaces: the_beginning[S. l.: s. n.], 2011. Available at: https://archive.org/details/hackerspaces-the-beginning. Access on: 25 Jan. 2019.

PORTO RURAL. 2019. Available at: https://portorural.com.br/. Accessed on: 3 Nov, 2019.

RAMALHO, Luciano. Luciano Ramalho: interview [nov. 2013]. Interviewer: Sarita Albagli. São Paulo: Garoa Hacker Clube, 2013. 1 mp4 file (53 min).

SMITH, Adrian; LIGHT, Ann. Cultivating sustainable developments with makerspaces. Liinc em Revista, Rio de Janeiro, v. 13, n. 1, p. 162-174, 2017. DOI: https://doi.org/10.18617/liinc.v13i1.3900

SMITH, Adrian; FRESSOLI, Mariano; ABROL, Dinesh; AROND, Elisa; ELY, Adrian. Grassroots innovation movements: pathways to sustainability. London: Routledge, 2017.

SÖDERBERG, Johan. Hacking Capitalism: The Free and Open Source Software Movement. New York: Routledge, 2008.

Publicado

2020-01-01

Como Citar

MARTINS, B. C.; ALBAGLI, S. Movimento hackerspace: um estudo sobre a experiência brasileira. Em Questão, Porto Alegre, v. 26, n. 1, p. 161–185, 2020. DOI: 10.19132/1808-5245261.161-185. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/EmQuestao/article/view/89892. Acesso em: 22 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigo

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)