Análise da participação das mulheres na ciência: um estudo de caso da área de Ciências Exatas e da Terra no Brasil

Esteban Fernandez Tuesta, Luciano Antonio Digiampietri, Karina Valdivia Delgado, Nathália Ferraz Alonso Martins

Resumo


Há várias décadas, estudos sobre a presença das mulheres na ciência são realizados e servem para identificar a sua participação e produção, como também são usados de base para o desenvolvimento de políticas científicas de incentivo e valorização feminina na ciência. O presente trabalho avaliou a produção científica de mais de 40 mil doutoras e doutores brasileiros que atuam na área de Ciências Exatas e da Terra e concluiu que: (1) a participação de homens é consideravelmente maior que a de mulheres em praticamente todas as subáreas analisadas; (2) existe um crescimento na presença das mulheres ao longo do tempo; e (3) a porcentagem de publicações de mulheres é levemente inferior em relação à porcentagem de sua participação.


Palavras-chave


Mulheres na ciência. Produção científica. Ciências Exatas e da Terra.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.19132/1808-5245251.37-62



Em Questão | ISSN 1808-5245 | EQ no Facebook | EQ no Google Scholar

Classificação Qualis: A2 - Comunicação e Informação; B2 - Ciências Ambientais; B3 - Administração, Ciências Contábeis e Turismo; B4 - Sociologia; B5 - Engenharias I.

Programa de Pós-graduação em Comunicação  | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705, sala 519 | CEP 90035-007 | Porto Alegre, RS, Brasil | Fone: (51) 3308 2141| E-mail: emquestao @ufrgs.br 

Membro da Associação Brasileira de Editores Científicos 

Signatária do San Francisco Declaration on Research Assessment (DORA)