DA REVOLUÇÃO À TECNOLOGIA NUCLEAR: IRÃ, UM "ESTRANHO NO NINHO"?

Renatho Costa

Resumo


O Irã, pós-revolução islâmica, passou a ser considerado um ator pouco confiável. Seja por seu envolvimento em conflitos no Oriente Médio, seja por seu apoio ideológico e material a organizações, ditas terroristas. O fato é que a possibilidade de o Irã desenvolver a tecnologia nuclear e, posteriormente, transformá-la num processo de produção de armas, faz com que os demais atores do sistema internacional se posicionem com mais ênfase acerca desse fato. Contudo, muito mais do que apoiar, ou não, o Irã, está em jogo a perspectiva que se tem do sistema internacional e a limitação que deve ser imposta aos atores, inclusive no que tange à soberania.

Palavras-chave


Irã - Armas Nucleares - Sistema Internacional

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2178-8839.16605

 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Attribution-ShareAlike 4.0 International License.

 

Conjuntura Austral - ISSN: 2178-8839

       UFRGS