ANÁLISE DA EFICIÊNCIA DOS GASTOS COM EDUCAÇÃO NO ENSINO FUNDAMENTAL DOS ESTADOS BRASILEIROS, A PARTIR DA ANÁLISE ENVOLTÓRIA DE DADOS (DEA)

Greici Scherer, Fabíola Graciele Besen, Tércio Vieira de Araújo, Valdir Serafim Junior

Resumo


A educação básica é um direito fundamental e essencial de todos os cidadãos. Definir o quanto deve ser investido na área da educação não é uma tarefa fácil, pois o governo deve administrar os recursos públicos de forma eficiente e eficaz, para atender as necessidades coletivas e promover o bem comum, afetando assim diretamente o desenvolvimento social.  A pesquisa tem como objetivo medir o grau de eficiência dos Estados Brasileiros na alocação dos gastos públicos com Educação no Ensino Fundamental do ano de 2013, através do uso da ferramenta de Análise Envoltória de Dados (DEA), verificando a relação entre os gastos efetuados nesse setor e índices de professores com Ensino Superior, com os índices de desenvolvimento da educação básica (IDEB), taxas de Aprovação, Reprovação e Abandono Escolar. Os resultados demonstraram que no Ensino Fundamental apenas um Estado obteve o Nível de Eficiência Máxima (3,70%) da amostra, 5 (Cinco) Estados obtiveram um Alto Grau de Eficiência, (18,52%), 6 (Seis) Estados apresentaram um Bom Grau de Eficiência, (22,22%), 13 (Treze) Estados apresentaram um Médio Grau de Eficiência (48,15%) e 2 (Dois) Estados apresentaram um Baixo Grau de Eficiência (7,41%). Os resultados demonstram que os governantes não estão alocando os recursos de forma eficiente, pois uma boa gestão de recursos não reflete apenas em quem investe mais por aluno ou por orçamento total, reflete também nos resultados obtidos de forma eficiente, buscando maximizar os resultados, com o menor emprego de recursos, objetivando promover o bem comum. 


Palavras-chave


Educação; Eficiência; Análise Envoltória de Dados, Estados.

Texto completo:

PDF


 
 
.........................................................................................................................................................................................................................

Indexadores

  PROPESQ   PROPESQ    PROPESQ 

  PROPESQ  PROPESQ     PROPESQ

Spell  

 
.........................................................................................................................................................................................................................

ConTexto - Revista do Programa de Pós-Graduação em Controladoria e Contabilidade da UFRGS - E-ISSN: 2175-8751

         UFRGS