Avaliação processual no Contexto de Projetos de Aprendizagem

Patrícia Fernanda da Silva, Crédine Silva de Menezes, Léa da Cruz Fagundes

Resumo


A avaliação é um aspecto central em processos de aprendizagem e por isso mesmo, objetos de muitas discussões e pesquisas. Apesar de na prática escolar ainda se observar um destaque maior para o desgastante momento de decidir se um aluno será aprovado ou não, acreditamos que o papel principal da avaliação é apoiar o estudante na sua busca pela construção de conhecimento. Neste caminho, temos trabalhado com desenvolvimento de Projetos de Aprendizagem, uma abordagem pedagógica construtivista, que oferece muitas oportunidades avaliativas com foco no apoio à aprendizagem. Relatamos neste artigo a experiência de uso de Projetos de Aprendizagem, com destaque para a avaliação processual, no contexto de formação de professores.

Palavras-chave


Avaliação continuada. Projetos de Aprendizagem. Ambientes digitais. Graduação.

Texto completo:

PDF

Referências


COSTA, I. e Magdalena, B. Revisitando os Projetos de Aprendizagem, em tempos de web 2.0. http://www.virtual.ufc.br/cursouca/modulo_3/Projetos_SBIE.pdf. Maio, 2008.

DAYAN, S. A discussão como ferramenta para o processo de socialização e para a construção do pensamento. Educação em Revista nº 45, Belo Horizonte. http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-46982007000100002. Maio, 2007.

FAGUNDES, Lea da Cruz. et al. Aprendizes do futuro: as inovações começaram! Coleção Informática para a mudança na Educação. http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&co_obra=40249 . Maio, 1999.

LÉVY, P. As Tecnologias da Inteligência: O Futuro da Inteligência na Era da Informática Tradução de Carlos Irineu da Costa, Editora 34, São Paulo. Abril, 1993.

LÉVY, P. Cibercultura. Tradução de Carlos Irineu da Costa, Editora 34, São Paulo. Abril, 1999.

LUCKESI, Cipriano C. Avaliação da Aprendizagem escolar: estudos e proposições. 19 ed. São Paulo: Cortez, 2008.

MACEDO, L. “Piaget e nossa inteligência”, Material Paradidático Pátio Revista Pedagógica. http://smeduquedecaxias.rj.gov.br/nead/Biblioteca/Forma%C3%A7%C3%A3o%20Continuada/Artigos%20Diversos/internet/P%C3%A1tio%20Revista%20Pedag%C3%B3gica%20-%20Intelig%C3%AAncia-%20dimens%C3%B5es%20e%20perspec.htm. Maio, 1997.

MARASCHIN, C. Avaliação (da ou na) Aprendizagem, In: Anais do II Congresso Internacional de Educação do Colégio Coração de Jesus. Florianópolis, 2000.

NEVADO, Rosane A.; BASSO, Marcus V.; MENEZES, Crediné S. Webfólio: uma proposta para Avaliação na Aprendizagem Conceitos, estudos de caso e suporte computacional. XV simpósio Brasileiro de Informática na Educação – SBIE. www.br-ie.org/pub/index.php/sbie/article/download/331/317. Julho, 2004.

PIAGET, J. A equilibração das estruturas cognitivas: problema central do desenvolvimento. Zahar Editores, Rio de Janeiro. Abril, 1976.

PIAGET, J. Psicologia e Epistemologia Genética. In: Ramozzi-Chiarottino, Zelda. São Paulo. Maio, 1988.

PIAGET, J. O trabalho por equipes na escola. Tradução de Luiz G. Feiure. Revista de Educação – Diretoria do Ensino do Estado de São Paulo set/dez 1936. Adaptação para o português moderno: Andrea A. Botelho. Maio, 1993.

RESNICK, M. Repensando o Aprendizado na Era Digital, Workshop Scratch e Cricket: novos ambientes de aprendizagem e de criatividade. Bradesco Instituto de Tecnologia. https://llk.media.mit.edu/papers/rethinkport.doc. Abril, 2006.




Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO: teoria & prática. e-ISSN: 1982-1654 ISSN Impresso:1516-084X