“Como se Deus não existisse”: da secularização ao pluralismo na sociologia da religião de Peter Berger

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/15174522-02105032

Palavras-chave:

Peter Berger, religião, modernidade, secularização, pluralismo

Resumo

Neste livro, Peter Berger relata como sua perspectiva quanto à relação entre modernidade e religião se transformou, ao longo das últimas décadas, à luz de desenvolvimentos sócio-históricos transcorridos ao redor do mundo. Tal mudança de perspectiva o levou a substituir sua anterior teoria da secularização por uma teoria do pluralismo. Enquanto a primeira pressupunha que a modernidade provoca necessariamente um declínio da religião, tanto na ordem institucional como nas consciências individuais, a segunda sustenta que a transformação fundamental provocada pela modernização é uma adaptação multiforme da religião à pluralidade moderna de discursos, visões de mundo e esferas institucionais. Em vez de cenário de uma tendência ao desaparecimento da religião, a modernidade seria marcada pela coexistência entre o discurso secular e diferentes discursos religiosos, os quais se apresentam aos indivíduos como opções a serem escolhidas, não como pressupostos naturais e autoevidentes. Com base nas críticas ao texto de Berger feitas por outros três estudiosos da religião, cujos comentários estão inclusos no livro, a resenha também explora alguns dos aspectos mais problemáticos dos argumentos bergerianos. Dois destes aspectos recebem especial ênfase: o tratamento insuficiente que o sociólogo austríaco empresta à dimensão conflitual das “barganhas” político-culturais inerentes ao pluralismo; a tensão mal resolvida entre sua afirmação da vitalidade continuada da religião no mundo moderno, de um lado, e seu reconhecimento de que as crenças religiosas perderam seu estatuto de certezas autoevidentes, de outro. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gabriel Peters, Universidade Federal de Pernambuco

Professor Adjunto A do Departamento de Sociologia da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)

Downloads

Publicado

2019-02-23

Como Citar

PETERS, G. “Como se Deus não existisse”: da secularização ao pluralismo na sociologia da religião de Peter Berger. Sociologias, [S. l.], v. 21, n. 50, 2019. DOI: 10.1590/15174522-02105032. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/sociologias/article/view/85543. Acesso em: 9 dez. 2022.