FATORES DE IMPACTO NA ATITUDE E NA INTENÇÃO DE USO DO M-LEARNING: UM TESTE EMPÍRICO

Renata Kurtz, T. Diana de Macedo-Soares, Jorge Brantes Ferreira, Angilberto Sabino de Freitas, Jorge Ferreira da Silva

Resumo


Este artigo apresenta os resultados de uma pesquisa empírica, em que se propõe um modelo para avaliar a atitude e a intenção de uso do mobile-learning (m-learning) por estudantes do ensino superior de um curso de administração, baseado na teoria do flow, no Modelo de Aceitação de Tecnologia e na Teoria do Comportamento Planejado. A partir deste arcabouço teórico, elaborou-se uma atividade prática envolvendo o uso de dispositivos com tecnologia móvel digital (celulares), com a finalidade de aplicar o m-learning para estimular os estudantes a unir a teoria à prática. Em seguida, foi feita uma survey, respondida por 235 universitários, em que se buscou compreender os fatores que influenciam a atitude e a intenção de uso do m-learning para o processo de ensino-aprendizagem. Os dados coletados foram tratados por meio de equações estruturais e os resultados mostraram fortes efeitos positivos dos fatores utilidade, diversão e controle do comportamento percebidos pelos estudantes na atitude e na intenção de uso do m-learning. Por fim, a atividade de uso prático realizada com os alunos mostrou que o uso do celular em uma atividade acadêmica pôde lhes proporcionar a construção e o entendimento das relações entre a teoria apresentada e a prática em um ambiente real.


Palavras-chave


M-learning; Teoria do flow; Aceitação de tecnologia; Ensino em administração

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




REAd - Revista Eletrônica de Administração 

Escola de Administração - UFRGS |

Rua Washington Luiz, 855 - 1° Andar - Porto Alegre/RS - Brasil | CEP: 90010-460

Correio eletrônico: ea_read@ufrgs.br