INVESTIGANDO O SIGNIFICADO DECRESCENTE DE GOVERNO E FILANTROPIA NA NIGÉRIA: RELIGIÃO COMO REFÚGIO?

Mike Omilusi

Resumo


A religião desempenha um papel considerável em muitas sociedades ao redor do mundo e isso é especialmente verdadeiro na Nigéria. Muitos dos grupos religiosos do país estão unidos por sua crítica ao fracasso do governo federal e estadual da Nigéria em fornecer assistência social aos cidadãos. Assim, como a boa governança continua a ser ausente para maioria dos nigerianos e em face da fraqueza do Estado nigeriano e da ineficiência de suas instituições para proporcionar o bem humano aos seus cidadãos, as organizações religiosas agora fornecem uma gama de serviços sociais através dos seus numerosos membros em todo o país. Como os ricos nigerianos doam e quais são as suas motivações? O tradicional gesto filantrópico africano (comunalismo) está desaparecendo na Nigéria? Este ensaio está, portanto, preocupado, principalmente, com a intervenção de organizações religiosas no atendimento das necessidades espirituais e físicas de muitos cidadãos nigerianos - desiludidos e frustrados em consequência do fracasso do governo. Ele examina como a religião se tornou um santuário de esperança e refúgio diante de desafios socioeconômicos assustadores e como, ironicamente, essa patética condição humana está sendo explorada por alguns líderes religiosos. Também investiga o estado de filantropia cada vez menor dos indivíduos e entidades corporativas do país dentro do contexto do comunalismo africano.


Palavras-chave


Governo; Religião; Filantropia; Desenvolvimento Humano; Cidadão.

Texto completo:

PDF (English) PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2448-3923.80821

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Brasileira de Estudos Africanos (RBEA)

e-ISSN 2448-3923; ISSN 2448-3907

Publicação do CEBRAFRICA/UFRGS