Conflitos: expressão pública e gênese de grupos sociais

Autores

  • Comissão Editorial Sociologias Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Mario Grynszpan

Resumo

O objetivo deste artigo é, a partir de uma análise das lutas por terra ocorridas no estado do Rio de Janeiro na década de 50 e no início da de 60, produzir uma reflexão sobre a categoria conflito e a publicização de disputas. O que se procura apontar é como as expressões públicas de litígios, longe de serem um dado, experimentam mudanças fundamentais ao longo do tempo e são elas mesmas partes dos próprios litígios, são resultado de um processo de produção e de todo um trabalho de publicização e de imposição, com efeitos determinados sobre os atores em luta. Se tenta mostrar como os conflitos podem ser constituidores, estar na gênese de grupos sociais — redefinindo identidades prévias, agregando, pondo em relação indivíduos sem vínculos anteriores —, objetivando-os, tornando-os visíveis, perceptíveis, estatisticamente representativos e politicamente representados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mario Grynszpan

Pesquisador do CPDOC-FGV e professor do Departamento de História da UFF.

Downloads

Como Citar

SOCIOLOGIAS, C. E.; GRYNSZPAN, M. Conflitos: expressão pública e gênese de grupos sociais. Sociologias, [S. l.], v. 1, n. 1, 2008. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/sociologias/article/view/6901. Acesso em: 29 nov. 2022.

Edição

Seção

Dossiê