Globalização e exclusão: a dialética da mundialização do capital

Autores

  • Comissão Editorial Sociologias Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Tania Steren dos Santos

Palavras-chave:

globalização, exclusão social, contradições do capitalismo, papel dos Estados nacionais

Resumo

O propósito deste trabalho é repensar o processo de desenvolvimento do capitalismo, apontando para algumas das inúmeras contradições da sociedade global. São analisadas duas questões fundamentais: o crescente processo de exclusão social, de grande parte da população mundial, e o papel do Estado-Nação. Considera-se esta última questão extremamente relevante, pois diante de uma tendência intrínseca do sistema à concentração da riqueza, de um lado, e a expansão da pobreza, de outro, o Estado se apresenta como a única salvaguarda real dos interesses vitais dos excluídos em cada país. Discutem-se também alguns aspectos da crise atual do sistema capitalista e o impacto do modelo neoliberal no acirramento das contradições sociais e na polarização dos interesses de classe. Propõe-se uma reflexão sobre formas alternativas de organização social.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tania Steren dos Santos

Professora do Departamento de Sociologia/UFRGS.

Downloads

Como Citar

SOCIOLOGIAS, C. E.; DOS SANTOS, T. S. Globalização e exclusão: a dialética da mundialização do capital. Sociologias, [S. l.], v. 3, n. 6, 2008. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/sociologias/article/view/5769. Acesso em: 25 set. 2022.

Edição

Seção

Artigos