(Re)Pensar a cultura e a formação em contexto de trabalho: tendências, perspectivas e possibilidades de articulação

Autores

  • Comissão Editorial Sociologias Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Leonor Maria de Lima Torres

Palavras-chave:

cultura organizacional, abordagens simbólicas, formação profissional, formação no local de trabalho, formação experiencial, sociologia das organizações

Resumo

Contrariando as tendências mais recentes que teimam em estabelecer relações lineares e unidireccionais entre as problemáticas da cultura e da formação em contexto de trabalho, propomos neste artigo um raciocínio invertido assente na discussão das mútuas imbricações entre estes dois campos do saber, designadamente a problematização das múltiplas formas e processos de formação por referência às especificidades culturais e simbólicas das organizações de trabalho. Para ilustrar a pertinência desta proposta recorremos a um conjunto de dados empíricos que recolhemos num dos seis estudos de caso desenvolvidos no âmbito de um projecto de investigação transnacional, submetendo este corpus empírico a uma análise interpretativa e a um confronto com as nossas hipóteses teóricas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leonor Maria de Lima Torres

Assistente no Departamento de Sociologia da Educação e Administração Educacional do Instituto de Educação e Psicologia da Universidade de Minho.

Downloads

Como Citar

SOCIOLOGIAS, C. E.; TORRES, L. M. de L. (Re)Pensar a cultura e a formação em contexto de trabalho: tendências, perspectivas e possibilidades de articulação. Sociologias, [S. l.], v. 10, n. 19, 2008. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/sociologias/article/view/5672. Acesso em: 9 dez. 2022.