Cultura e Segurança cidadã: em busca do controle da violência na Colômbia / "Bogotá: anatomía de una transformación. Políticas de seguridad ciudadana 1995-2003" MARTIN, Gerard e CEBALLOS, Miguel.

Autores

  • Comissão Editorial Sociologias Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Margarita Rosa Gaviria M.

Palavras-chave:

violência, cultura cidadã, segurança, controle

Resumo

O objetivo desta resenha é uma abordagem crítica das políticas públicas e dos programas distritais desenvolvidos pelas prefeituras de Bogotá (Colômbia), entre 1995 e 2003 que possibilitaram a queda da criminalidade, apresentadas por Gerard Martin e Miguel Ceballos no livro “Bogotá: anatomia de una transformación”. No texto, analiso as condições sociais e culturais que estruturaram as decisões políticas imanentes à mudança de estratégias de controle do crime e da violência na Colômbia; discorro acerca dos programas de cultura cidadã, segurança e prevenção implementados pelas prefeituras de Bogotá, cuja experiência é referência para os demais municípios da Colômbia. Quer dizer, abordo a conjuntura que favoreceu a ruptura com as estratégias utilizadas até a década de 1990 no controle da violência; bem como as novas estratégias e valores nos quais se sustentam essas políticas e programas. Por último, delibero sobre fatos subjacentes ao desenho e execução dessas políticas, não explicitados na obra, que revelam algumas inconsistências nas propostas e no funcionamento do aparelho de segurança e prevenção.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Margarita Rosa Gaviria M.

Professora PRODOC do PPGS da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Downloads

Como Citar

SOCIOLOGIAS, C. E.; GAVIRIA M., M. R. Cultura e Segurança cidadã: em busca do controle da violência na Colômbia / "Bogotá: anatomía de una transformación. Políticas de seguridad ciudadana 1995-2003" MARTIN, Gerard e CEBALLOS, Miguel. Sociologias, [S. l.], v. 9, n. 18, 2008. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/sociologias/article/view/5661. Acesso em: 10 dez. 2022.

Edição

Seção

Resenhas