Maiores bancos privados no Brasil: um perfil econômico e sociopolítico

Autores

  • Comissão Editorial Sociologias Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Ary Cesar Minella

Palavras-chave:

sistema financeiro, concentração bancária, grupos financeiros, hegemonia financeira, representação de classe

Resumo

O trabalho analisa elementos do poder das instituições financeiras, destacando o controle sobre o fluxo de capitais – caracterizado como hegemonia financeira –, a constituição dos grupos econômicos ou financeiros, a estrutura de representação dos interesses de classe do setor e a participação deste no processo político e nos aparatos de decisão do Estado. Considerando a reestruturação financeira ocorrida no Brasil na década de 1990, o trabalho traça um perfil dos dez maiores bancos privados a partir de indicadores econômicos e sociopolíticos selecionados. Para além de sua posição como meros intermediários financeiros, identifica-se em que medida esses bancos configuram-se como grupos econômicos e, especialmente, como unidades de articulação mais ampla, que se revela em conexões com o Estado e com a própria organização e atuação de classe nos âmbitos corporativo e político.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ary Cesar Minella

Professor Titular da UFSC - Pesquisador CNPq. Brasil.

Downloads

Como Citar

SOCIOLOGIAS, C. E.; MINELLA, A. C. Maiores bancos privados no Brasil: um perfil econômico e sociopolítico. Sociologias, [S. l.], v. 9, n. 18, 2008. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/sociologias/article/view/5650. Acesso em: 10 dez. 2022.