Cooperativas de trabalho de Porto Alegre e flexibilização do trabalho

Autores

  • Comissão Editorial Sociologias Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Valmiria Carolina Piccinini

Palavras-chave:

flexibilização do trabalho, empregabilidade, qualidade de vida, cooperativas de trabalho, falsas cooperativas, globalização

Resumo

Neste artigo, procurou-se verificar o que representam as cooperativas de trabalho no processo de reestruturação produtiva e flexibilização do trabalho na economia brasileira e, especificamente, na gaúcha. Desenvolveu-se uma pesquisa junto às cooperativas de Porto Alegre questionando-se quanto à flexibilização do trabalho, qualidade de vida e empregabilidade. Identificaram-se, por parte dos dirigentes a valorização dos ideais cooperativistas e a preocupação com a qualidade de vida dos cooperados. Essas cooperativas, no entanto, lutam com dificuldades, decorrentes da concorrência das cooperativas de “fachada”, da legislação considerada restritiva e do fato de os contratantes de seus serviços buscarem o menor custo. Grande parte é constituída de trabalhadores com baixo nível de qualificação e que encontraram no trabalho cooperativo uma alternativa ao desemprego. Mesmo apontando as dificuldades deste tipo de organização consideram como uma solução à crise econômica e de se manterem no mercado de trabalho. Foram realizados posteriormente três estudos de caso de cooperativas de trabalho de Porto Alegre e comparados entre si. Como são cooperativas com diferentes níveis de qualificação de seus associados, as perspectivas e aspirações são bastante diferenciadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Valmiria Carolina Piccinini

Doutora em Administração e professora do PPGA da Escola de Administração da UFRGS.

Downloads

Como Citar

SOCIOLOGIAS, C. E.; PICCININI, V. C. Cooperativas de trabalho de Porto Alegre e flexibilização do trabalho. Sociologias, [S. l.], v. 6, n. 12, 2008. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/sociologias/article/view/5490. Acesso em: 1 dez. 2022.