DUPLA PUNIÇÃO DAS MULHERES E O ENCARCERAMENTO FEMININO EM MASSA NO BRASIL

MULHERES E TRAFICANTES

Autores

Palavras-chave:

Encarceramento em massa, Machismo, Sistema prisional feminino, Conservadorismo, seletividade, vitimação, tráfico.

Resumo

Este artigo visa trazer uma discussão acerca da dupla punição das mulheres inseridas no mundo do tráfico, baseando-se em uma análise social, levando em consideração o extremo conservadorismo punitivista do judiciário brasileiro. A partir dessa análise, busca-se uma reflexão acerca da seletividade da vitimização, da utilização simbólica do Direito Penal e do machismo e do patriarcado institucionais como expressão de uma sociedade contemporânea e sua reflexão no encarceramento em massa de mulheres que atuam no tráfico. A situação atual do Brasil instiga o debate, haja vista o aumento da população carcerária feminina, de modo que se torna extremamente clara uma estigmatização de certa parcela da sociedade, na qual se encontra a mulher inserida no universo do tráfico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Isabella Regina Hardman Barreto, Universidade Federal de Sergipe

Graduanda em Direito pela Universidade Federal de Sergipe.

Downloads

Publicado

2022-05-30

Como Citar

HARDMAN BARRETO, I. R. DUPLA PUNIÇÃO DAS MULHERES E O ENCARCERAMENTO FEMININO EM MASSA NO BRASIL: MULHERES E TRAFICANTES. Res Severa Verum Gaudium, Porto Alegre, v. 6, n. 2, 2022. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/resseveraverumgaudium/article/view/116866. Acesso em: 27 nov. 2022.