CONTÁTIL: (RE)ADAPTAÇÃO DO MATERIAL DOURADO PARA DEFICIENTES VISUAIS

Autores

  • Maria Adelina Raupp Sganzerla PPGECIM, ULBRA
  • Marlise Geller PPGECIM, ULBRA

DOI:

https://doi.org/10.22456/1679-1916.53524

Palavras-chave:

tecnologia assistiva, design instrucional, usabilidade, material dourado, deficiência visual.

Resumo

Este artigo é um recorte da pesquisa de Mestrado que desenvolveu uma Tecnologia Assistiva, a Contátil, a qual consiste em uma (re)adaptação do Material Dourado à realidade das crianças deficientes visuais, tendo como base o design instrucional, a acessibilidade e a usabilidade. A Contátil é constituída de cubos, barras e placas.  Para  a  movimentação  dos  blocos,  foram  utilizados  motores  de  passos, controlados por sistema embarcado. Para sua validação realizou-se uma pesquisa do tipo qualitativa, através de entrevista semiestruturada, com 19 professores licenciados em Matemática ou professores que atuam em Sala de Recursos, todos com experiência em ensino de Matemática para cegos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2014-12-28

Como Citar

ADELINA RAUPP SGANZERLA, M.; GELLER, M. CONTÁTIL: (RE)ADAPTAÇÃO DO MATERIAL DOURADO PARA DEFICIENTES VISUAIS. RENOTE, Porto Alegre, v. 12, n. 2, 2014. DOI: 10.22456/1679-1916.53524. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/renote/article/view/53524. Acesso em: 6 jul. 2022.

Edição

Seção

Tecnologia na educação