PRESENÇA DO PENSAMENTO COMPLEXO EM PROJETO DE EaD INTER ORGANIZACIONAL: O CASO PAI/UFSC

Autores

  • Aline Pereira Soares EGC/UFSC
  • Marina Keiko Nakayama EGC/UFSC
  • lui Roque Klering EGC/UFSC e EA/UFRGS
  • Ricardo Silveira Azambuja INE/UFSC

DOI:

https://doi.org/10.22456/1679-1916.41708

Palavras-chave:

Educação a Distância. Sistemas Adaptativos Complexos. Grouded-Theory. GT.

Resumo

O artigo apresenta um estudo de caso enfocando a análise da gestão do Projeto Aluno Integrado (PAI), promovido pelo Ministério da Educação e Cultura (MEC), no período de 2010 e 2011, na modalidade de EaD, com o objetivo de fomentar o uso pedagógico das Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs) nas redes públicas de educação básica do Brasil. Um dos objetivos do estudo foi analisar que paradigmas teóricos nortearam a gestão do conhecimento em situação de conflito organizacional no curso PAI, nos estados do Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul, que estiveram sob a coordenação da Universidade Federal de Santa Catarina. Para compreender e analisar o caso, recorreu-se principalmente ao paradigma da complexidade, proposto por Stacey (2006) e Axelrod e Cohen (2000). A metodologia utilizada foi o estudo de caso do tipo exploratório e descritivo; levantamento de dados via documentos e entrevistas; e análise de dados com base na metodologia da Ground Theory (GT). Os resultados das análises apontaram que o paradigma interpretativista é que predomina no curso, tendo-se constatado poucos sinais de presença do pensamento complexo

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2013-07-30

Como Citar

SOARES, A. P.; NAKAYAMA, M. K.; KLERING, lui R.; AZAMBUJA, R. S. PRESENÇA DO PENSAMENTO COMPLEXO EM PROJETO DE EaD INTER ORGANIZACIONAL: O CASO PAI/UFSC. RENOTE, Porto Alegre, v. 11, n. 1, 2013. DOI: 10.22456/1679-1916.41708. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/renote/article/view/41708. Acesso em: 27 nov. 2022.

Edição

Seção

Artigos