O estudo da função polinomial do 1o grau: diferenças entre ver e ouvir um objeto de aprendizagem na inclusão de sujeitos com deficiência visual em sala de aula

Autores

  • Arilise Moraes de Almeida Lopes UFRGS e IFFluminense
  • Liliana Maria Passerino UFRGS
  • Thiago Aguiar Rodrigues IFFluminense

DOI:

https://doi.org/10.22456/1679-1916.13512

Palavras-chave:

acessibilidade, objetos de aprendizagem, deficiência visual, matemática

Resumo

Este trabalho apresenta a concepção de um Objeto de Aprendizagem (OA)
referente ao estudo de função polinomial do 1o grau e o seu processo de acessibilidade,
sendo aplicado em uma turma do 1o ano do ensino médio, na sala de aula informatizada,
com a presença dois alunos cegos, dentro de um contexto de inclusão social e digital,
buscando apresentar como o deficiente visual interage com a acessibilidade de um
objeto de aprendizagem em duas versões (Flash e HTML), uma vez que o processo de
construção do conhecimento normalmente ocorre quando utiliza materiais concretos,
devido as suas percepções táteis, o que foi corroborado no teste realizado com os dois
alunos cegos quando manipularam os OAs nas duas versões e percebeu-se a necessidade
ainda de material concreto.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2009-12-21

Como Citar

LOPES, A. M. de A.; PASSERINO, L. M.; RODRIGUES, T. A. O estudo da função polinomial do 1o grau: diferenças entre ver e ouvir um objeto de aprendizagem na inclusão de sujeitos com deficiência visual em sala de aula. RENOTE, Porto Alegre, v. 7, n. 3, p. 24–34, 2009. DOI: 10.22456/1679-1916.13512. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/renote/article/view/13512. Acesso em: 29 nov. 2022.