Bacteriologia da Fibrose Cística

Autores

  • Larissa Lutz Hospital de Clínicas de Porto Alegre, RS
  • Fernanda de-Paris Hospital de Clínicas de Porto Alegre
  • Maria Izolete Vieira Hospital de Clínicas de Porto Alegre
  • Elizabeth de Andrade Marques Faculdade de Ciências Mádicas do Estado do Rio de Janeiro
  • Afonso Luis Barth HOspital de Clínicas de Porto Alegre

Palavras-chave:

Fibrose cística, bacteriologia, patógenos respiratórios

Resumo

O exame bacteriológico é um dos principais parâmetros que auxiliam o diagnóstico e manuseio da infecção respiratória dos pacientes com Fibrose Cística (FC). Os microrganismos que colonizam e infectam o paciente fibrocístico determinam o tratamento, a qualidade de vida, as perspectivas para o transplante e a sua sobrevida global. A identificação precisa de patógenos respiratórios é essencial para o tratamento da infecção, seja como guia para o uso adequado de antibióticos por longos períodos para os pacientes com infecção bacteriana crônica ou para a aplicação adequada de medidas de controle de infecção. Embora exista um espectro limitado de patógenos respiratórios classicamente associados à doença respiratória na FC, um número crescente de microrganismos vem sendo reconhecido como potenciais agentes patogênicos. O espectro de patógenos em FC varia com a idade do paciente mas, de uma forma geral, é bem estabelecido na literatura que existem quatro bactérias “clássicas”: Staphylococcus aureus, Haemophilus influenzae, Pseudomonas aeruginosa e o complexo B. cepacia (CBC). A maior sobrevida dos pacientes fibrocísticos os quais são submetidos a ciclos repetidos de antibióticos bem como o uso de novas metodologias de diagnóstico microbiológico contribuíram para o reconhecimento de patógenos emergentes ou “não-clássicos”.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Larissa Lutz, Hospital de Clínicas de Porto Alegre, RS

 

Fernanda de-Paris, Hospital de Clínicas de Porto Alegre

Unidade de Biologia Molecular, Serviço de Patologia Clínica

Maria Izolete Vieira, Hospital de Clínicas de Porto Alegre

Unidade de Microbiologia, Serviço de Patologia Clínica

Elizabeth de Andrade Marques, Faculdade de Ciências Mádicas do Estado do Rio de Janeiro

Laboratório de Bacteriologia do Hospital Pedro Ernesto

Afonso Luis Barth, HOspital de Clínicas de Porto Alegre

Serviço de Patologia Clínica

Downloads

Publicado

2011-07-27

Como Citar

1.
Lutz L, de-Paris F, Vieira MI, Marques E de A, Barth AL. Bacteriologia da Fibrose Cística. Clin Biomed Res [Internet]. 27º de julho de 2011 [citado 4º de dezembro de 2022];31(2). Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/hcpa/article/view/21152

Edição

Seção

Artigos de Revisão

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>