Estado Nutricional de Crianças e Adolescentes com Neoplasias Malignas Durante o Primeiro Ano Após o Diagnóstico

Autores

  • Roberta Dalle Molle Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Lovaine Rodrigues Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre
  • Luciane Beitler da Cruz Serviço de Oncologia Pediátrica do Hospital de Clínicas de Porto Alegre

Palavras-chave:

crianças, adolescentes, neoplasias, estado nutricional

Resumo

Introdução: O tratamento antineoplásico causa, frequentemente, complicações gastrintestinais que, juntamente com alterações metabólicas, podem interferir no estado nutricional.

Objetivo: Analisar a evolução do estado nutricional de crianças e adolescentes com neoplasias, durante o primeiro ano após o diagnóstico.

Métodos: Estudo de coorte retrospectivo realizado no Serviço de Oncologia Pediátrica do Hospital de Clínicas de Porto Alegre com pacientes admitidos entre janeiro de 2001 e agosto de 2005, que possuíam registros de peso e estatura ao diagnóstico, ao terceiro, ao sexto e ao décimo segundo mês após o diagnóstico. Para classificar o estado nutricional utilizou-se o escore-Z do índice peso/estatura para as crianças e o índice de massa corporal para os adolescentes.

Resultados: Foram avaliados 140 pacientes com mediana de idade ao diagnóstico de 4,75 anos (3,08 – 10,31), sendo 77 (55%) pacientes do sexo masculino. Dos pacientes pesquisados, 86 (61%) apresentavam doenças hematológicas e 54 (39%) tumores sólidos. Os adolescentes, comparados às crianças, apresentaram maior prevalência de desnutrição e risco nutricional ao sexto (P =0,02) e ao décimo segundo mês (P =0,001). O comportamento das médias do escore-Z e do percentil do índice de massa corporal ao longo do primeiro ano foi diferente entre os grupos de pacientes com tumores sólidos e com doenças hematológicas, tanto para as crianças (P <0,001) como para os adolescentes (P =0,012).

Conclusão: Os adolescentes, comparados às crianças, apresentaram prevalências maiores de desnutrição e risco nutricional. Os pacientes com tumores sólidos tiveram seu estado nutricional mais afetado do que aqueles com doenças hematológicas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2011-04-14

Como Citar

1.
Dalle Molle R, Rodrigues L, da Cruz LB. Estado Nutricional de Crianças e Adolescentes com Neoplasias Malignas Durante o Primeiro Ano Após o Diagnóstico. Clin Biomed Res [Internet]. 14º de abril de 2011 [citado 4º de dezembro de 2022];31(1). Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/hcpa/article/view/17685

Edição

Seção

Artigos Originais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)