A epistemologia do ensino do desenho

Autores

  • Umbelina Duarte Barreto Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS - Porto Alegre/RS

DOI:

https://doi.org/10.22456/2357-9854.63879

Palavras-chave:

EPISTEMOLOGIA, ENSINO DO DESENHO, ENSINO SUPERIOR, CURRÍCULO, PENSAMENTO CONTEMPORÂNEO.

Resumo

Este artigo aborda a epistemologia do ensino do desenho necessária à complexidade do pensamento contemporâneo e que se apresenta nos currículos de formação superior do artista e do arte-educador. A investigação enfatiza as transformações ocorridas no século XX, relacionadas à emergência do pensamento complexo à luz da Teoria da Autopoiesis de Maturana e Varela, que está inserida em uma concepção sistêmica do conhecimento, e faz uma reflexão sobre as vicissitudes do pensamento contemporâneo, sem prescindir da tradição, principalmente, no que se refere a ética e a estética. O texto tem como referência o Currículo do Curso de Graduação em Artes Visuais da UFRGS, envolvendo a Licenciatura e o Bacharelado e se desenvolve a partir da crítica aos currículos modernistas de formação especialista colocados em paralelo à necessidade da visão generalista que se impõe no pensamento contemporâneo, através da visão inter e transdisciplinar da ciência e da arte. O eixo da pesquisa tem como base a seguinte questão: Como o pensamento contemporâneo perpassa o discurso do ensino do desenho e redefine a epistemologia nos currículos de formação superior do artista e do arte-educador? 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Umbelina Duarte Barreto, Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS - Porto Alegre/RS

Professora Adjunta do Departamento de Artes Visuais do Instituto de Artes da UFRGS.

Referências

BARRETO, Umbelina Maria Duarte. Espiando pelo buraco da fechadura. O conhecimento de Artes Visuais em nova chave. Orientadora: Analice Dutra Pillar. Tese (doutorado) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação, Porto Alegre, 2008.

BATESON, Gregory. Mente e Natureza. Rio de Janeiro: Ed. Francisco Alves, 1986.

BATESON, Gregory. Uma ecologia da mente (on gregory bateson's thought). Video de Nora Bateson. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=Tfc39iHUKmQ&nohtml5=False Acesso em 07/04/2016.

DIDI-HUBERMAN, Georges. Ser crâneo. Lugar, contato, pensamento, escultura. Belo Horizonte: Editora C/ Arte, 2009.

DONDIS, Donis A. Sintaxe da linguagem visual. São Paulo: Martins fontes, 1991.

ECO, Umberto. Da árvore ao labirinto. Rio de Janeiro: Editora Record Ltda., 2013.

GREIMAS, Algiras Julian; LANDOWSKI, Eric. Análise do discurso em Ciências Sociais. São Paulo: Global, 1986.

HOCNEY, David. O conhecimento secreto. São Paulo: Cosac & Naify, 2001.

MAIO, Fernanda. A encenação da arte. Leiria: Textiverso Ltda., 2011.

MATURANA, Humberto; Varella, Francisco. El Árbol Del Conocimiento, Santiago: Universitária, 1984.

MATURANA, Humberto. Cognição, ciência e vida cotidiana. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2001.

MERLEAU-PONTY, Maurice. O visível e o invisível.

SILVANO, Filomena. Antropologia do Espaço. Assírio & Alvim, Lisboa, 2010.

VASCONCELLOS, Maria José Esteves. Pensamento sistêmico. Campinas: Papirus, 2002.

ZIZEK, Slavoj. A visão em paralaxe. São Paulo: Boitempo, 2008.

Downloads

Publicado

2016-04-30

Como Citar

BARRETO, U. D. A epistemologia do ensino do desenho. Revista GEARTE, [S. l.], v. 3, n. 1, 2016. DOI: 10.22456/2357-9854.63879. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/gearte/article/view/63879. Acesso em: 1 jul. 2022.