Poéticas Pedagógicas (Por uma docência em escrileitura)

Autores

Palavras-chave:

Aula. Docência. Escrileitura. Roland Barthes. Sandra Mara Corazza.

Resumo

O texto assume seu caráter investigativo na tradição de estudos sobre os atos de criação em pedagogia. Para tanto, engendra-se aspectos da obra de Roland Barthes para partilhar a perspectiva de uma necessidade de afirmação da docência composta na palavra poética – aquela que transmite um saber como complemento de escritura e nunca como o termo de uma ambiguidade do mundo. Afastando-se, portanto, da lei do significado, avoca-se, aqui, o direito da prática de uma poética pedagógica específica: a de escrever na linhagem das mutações de escrita operadas por Sandra Corazza sob a marca da palavra-valise escrileitura.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcos da Rocha Oliveira, Universidade Federal do Paraná (UFPR), Curitiba/PR – Brasil

Marcos da Rocha Oliveira é professor na Universidade Federal do Paraná (UFPR). Licenciado em Pedagogia, é mestre e doutor em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), na linha de pesquisa Filosofia da Diferença e Educação. Atua no núcleo estruturante do Grupo de Pesquisa Zona de Investigações Poéticas (ZIP).

Publicado

2022-11-01

Como Citar

Oliveira, M. da R. (2022). Poéticas Pedagógicas (Por uma docência em escrileitura). Educação &Amp; Realidade, 47. Recuperado de https://seer.ufrgs.br/index.php/educacaoerealidade/article/view/124431

Edição

Seção

Sandra Mara Corazza: uma vida...