Espaços de formação doutoral no exterior para docentes de pós-graduação em Direito no Brasil

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-5269.85806

Palavras-chave:

Pós-graduação, Campo Jurídico, Circulação Internacional, Pesquisa Jurídica.

Resumo

Este artigo explora os locais e momentos de doutoramento no exterior dos docentes atualmente cadastrados em programas de pós-graduação em Direito autorizados pela CAPES. Revisita o trabalho de Engelmann (2008), examinando sua hipótese da constituição de polos de formação na Espanha e na França. O material, coletado na Plataforma Sucupira e no Sistema GeoCAPES, permite confirmar que os países e as instituições formadoras no estrangeiro vêm se diversificando, em um contexto de expansão da pós-graduação na área, iniciada em meados dos anos 1990, e da política científica e de internacionalização da pesquisa jurídica. Considerando a última década, os resultados destacam o aumento da procura por universidades espanholas e portuguesas, fenômeno possivelmente associado ao estreitamento das redes de colaboração entre associações de Direito brasileiras e ibéricas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vinicius Wohnrath, Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)

Pós-doutorando no Focus/FE/Unicamp, na linha Educação e Ciências Sociais. Bacharel em Direito pela Universidade Estadual Paulista, mestre e doutor em Educação pela Universidade Estadual de Campinas. Realizou doutorado sanduíche no Centre Européen de Sociologie et de Science Politique, laboratório da École des Hautes Études en Sciences Sociales, em Paris, e estágio de mestrado na Facultad Latinoamericana de Ciencias Sociales, em Buenos Aires.

Downloads

Publicado

2018-12-14

Como Citar

Wohnrath, V. (2018). Espaços de formação doutoral no exterior para docentes de pós-graduação em Direito no Brasil. Revista Debates, 12(3), 53–86. https://doi.org/10.22456/1982-5269.85806

Edição

Seção

Dossier