A INTERDEPENDÊNCIA DA CONTRADIÇÃO: PARADOXOS E INTERSECÇÕES NOS DEBATES FEMINISTAS EM TORNO DE BINÔMIOS TEÓRICO-POLÍTICOS

Autores

  • Paola Stuker

Resumo

O presente ensaio oferece uma elucidação teórica em torno de importantes
duplas de conceitos que configuram arenas de disputas entre as perspectivas
feministas: “igualdade e diferença” e “público e privado”. Circunscritas por concepções ideológicas, estas discussões conformam distintas vertentes teóricas e políticas dentro do feminismo. Neste trabalho, trazem-se à tona estes debates com a apresentação de seus paradoxos e intersecções e, a seguir, de forma elucidativa, são referidas políticas públicas brasileiras para as mulheres que se apresentam como exemplos empíricos para compreensão do tema. Ao longo do texto se oferecem subsídios para um debate menos dicotômico, através da concepção de que a contradição é interdependente e não se sustenta na exclusividade. Ademais, a própria argumentação do texto representa esta característica, onde se oferecem elementos que acabam por privilegiar
os pressupostos de um dos conceitos do primeiro binômio justamente pelo o qual contribuir de forma mais consistente com a desconstrução da característica dicotômica na segunda dupla de conceitos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

17-08-2017

Como Citar

STUKER, P. A INTERDEPENDÊNCIA DA CONTRADIÇÃO: PARADOXOS E INTERSECÇÕES NOS DEBATES FEMINISTAS EM TORNO DE BINÔMIOS TEÓRICO-POLÍTICOS. Revista Contraponto, [S. l.], v. 4, n. 1, 2017. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/contraponto/article/view/75763. Acesso em: 29 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos