OS ESTADOS NACIONAIS E SUA CONDUTA FRENTE AO PROCESSO GLOBALIZATÓRIO

Autores

  • Ana Beatriz Borges Ramos Duarte

Resumo

Não há uma única definição para o Estado Nacional. Autores das Ciências Sociais têm, ao longo do tempo, atribuído diversos conceitos à Nação, de maneira que há diferentes abordagens da mesma, de acordo com as diferentes metodologias utilizadas. Uma questão comum que geralmente perpassa os estudos sobre nação é a questão da globalização e da maneira como ela ameaça ou não a existência dos estados nacionais. Alguns autores das Ciências Sociais debruçaram-se sobre o tema, a partir de diversos pontos de vista. Dessa forma, é possível perceber que há abordagens que tendem a seguir vieses mais antropológicos, sociológicos e/ou políticos na conceituação do Estado Nacional, e na relação que este mantém com o contexto contemporâneo de globalização. Este trabalho pretende discorrer resumidamente sobre três principais abordagens do tema, seguindo os pensamentos de três principais autores: Habermas, Maybury-Lewis e Michael Mann. A escolha dos três autores se deu justamente pela contribuição que fazem a partir dos diferentes vieses: político, antropológico e sociológico, respectivamente – não deixando de considerar que os autores não estão presos necessariamente a essas classificações.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

07-06-2017

Como Citar

DUARTE, A. B. B. R. OS ESTADOS NACIONAIS E SUA CONDUTA FRENTE AO PROCESSO GLOBALIZATÓRIO. Revista Contraponto, [S. l.], v. 4, n. 1, 2017. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/contraponto/article/view/74017. Acesso em: 29 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos