Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir para o rodapé

Artigos

v. 3 n. 1 (2016): Tema Livre

Ascensão social pelo consumo e projeção internacional do brasil no governo lula

  • Adriano Gustavo Zerbielli
Enviado
June 24, 2016
Publicado
2016-06-27

Resumo

O presente artigo tem por finalidade mostrar de que forma as medidas socioeconômicas voltadas ao estímulo do consumo interno, durante o governo Lula, tiveram um papel fundamental não apenas no que disse respeito ao surgimento de uma nova classe consumidora, ocasionando a diminuição desigualdade social historicamente presente na sociedade brasileira, mas também no que disse respeito a dotar o país de uma maior coesão interna contribuindo assim para o aumento do prestígio e para a transformação do poder potencial que o Brasil possuía em poder efetivo no cenário internacional. Com relação à metodologia utilizada neste trabalho, ela pode ser classificada como exploratória na medida que foram utilizados referenciais teóricos presentes em livros, artigos e sites de institutos de pesquisa que tratam sobre as temáticas propostas. O argumento principal deste estudo vai na direção de que esta nova classe consumidora ou, conforme denominam alguns especialistas e representantes de esferas governamentais, esta "nova classe média" brasileira, teve realmente um papel relevante no que disse respeito a dotar o Brasil ter um papel de maior protagonismo e importância no cenário internacional. Fato este que ficou comprovado pela participação atuante brasileira em reuniões dos BRICS, IBAS, MERCOSUL, G-20, entre outros grupos econômicos, cabendo ainda salientar a presença brasileira - representada na maioria das vezes na figura do próprio presidente Lula - junto à outras Organizações Internacionais como a ONU, o Banco Mundial e o FMI com a finalidade de realizar a defesa dos interesses nacionais em âmbito global.

Downloads

Não há dados estatísticos.