REFLEXÕES SOBRE JUVENTUDE ENQUANTO CATEGORIA E REPRESENTAÇÃO SOCIAL

Autores

  • Maria Santana Silva Santos Secretaria Estadual de Educação de Minas Gerais

Palavras-chave:

Juventude; Representações Sociais; Socialização Política.

Resumo

Este trabalho é parte dos estudos de uma pesquisa de dissertação concluída e contempla reflexões sobre o desenvolvimento do conceito de juventude no âmbito sociológico, relacionando-se tal discussão com a categoria de representações sociais. Assim, mediante uma revisão bibliográfica, realizada a partir de livros e artigos sobre o tema, o objetivo principal é compreender as questões relacionadas à representação social da juventude na atualidade, enfatizando-se as representações que são estabelecidas quando se considera a relação entre juventude e política. As análises permitem concluir que noções como a de ser apenas fase de transição para a vida adulta e a dos problemas de integração social (e política) são comumente associadas aos grupos juvenis, o que resulta, por exemplo, na desconsideração dos discursos e das práticas dos jovens nos espaços públicos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ABRAMO, Helena Wendel. Considerações sobre a tematização social da juventude no Brasil. Revista Brasileira de Educação, n.5,6, p.25-36, mai.-dez. 1997.

ARIÈS, Philippe. História social da criança e da família. 2ª ed. Rio de Janeiro: Guanabara, 1986.

CASTRO, Lucia Rabello de. Juventude e socialização política: atualizando o debate. Psicologia: Teoria e Pesquisa, v. 25, n. 4, p. 479-487, out.-dez. 2009.

DAYRELL, Juarez. A música entra em cena: o rap e o funk na socialização da juventude. Belo Horizonte: UFMG, 2005.

FEIXA, Carles. De jóvenes, bandas y tribos: Antropologia de la juventud. Barcelona: Ariel, 1998.

GROPPO, Luís Antonio. Dialética das juventudes modernas e contemporâneas. Revista de Educação do Cogeime, v. 13, n. 25. p.9-22, dez. 2004.

GROPPO, Luís Antonio. Juventudes e políticas públicas: comentários sobre as concepções sociológicas de juventude. DESIDADES, ano 5, n. 14, p.9-17, mar. 2017.

JOFFE, Hélène. “Eu não”, “o meu grupo não”: Representações Sociais transculturais da Aids. In: GUARESCHI, Pedrinho e JOVCHELOVITCH, Sandra (orgs.). Textos em representações sociais. 14ª. ed. Petrópolis/RJ: Vozes, 2013.

MANNHEIM, Karl. O problema sociológico das gerações. In: FORACCHI, Marialice Mencarini (org.). Karl Mannheim: Sociologia, São Paulo, Ática, 1982.

MOSCOVICI, Serge. Representações sociais: investigações em psicologia social. 11ª.ed. Petrópolis/RJ: Vozes, 2015.

PAIS, José Machado. A construção sociológica da juventude — alguns contributos. Análise Social, v. 25, n.105-106, p. 139-165, 1990.

PERALVA, Angelina Teixeira. O jovem como modelo cultural. Revista Brasileira de Educação, n. 5,6, p.15-24, mai.-dez.1997.

SANTOS, Maria Santana Silva. O letramento político e as representações das juventudes no Programa Parlamento Jovem de Minas. Montes Claros. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Social). Universidade Estadual de Montes Claros, 2021.

Downloads

Publicado

15-11-2023

Como Citar

SILVA SANTOS, M. S. REFLEXÕES SOBRE JUVENTUDE ENQUANTO CATEGORIA E REPRESENTAÇÃO SOCIAL. Revista Contraponto, [S. l.], v. 10, n. 1, p. e133829, 2023. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/contraponto/article/view/133829. Acesso em: 25 fev. 2024.

Edição

Seção

Temática Livre - Artigos