A CONSTRUÇÃO SOCIAL DE HOMOSSOCIABILIDADES NO ROMANCE “EM NOME DO DESEJO” DE JOÃO SILVÉRIO TREVISAN

Autores

Resumo

O presente artigo objetiva apreender a construção social de homossociabilidades como práticas de si no romance Em nome do desejo do escritor João Silvério Trevisan. O artigo visa tratar como a narrativa aborda a complexa tensão entre homossociabilidades como práticas de reconhecimento sobre si, da amizade como expressão do afeto na vida dos seminaristas e como são caracterizadas as vivências da carne experenciadas pelos seminaristas são ressignificadas pela ascese espiritual no contexto de subversão da doutrina cristã através do desejo. Assim, o desejo como pode ser apreendido como prática de si subversiva plasmada no amor entre os personagens Tiquinho e Abel através de um exercício hermenêutico. Nesse sentido, mobilizamos referências que permitam pensar a relação de masculinidades e amizade como experiências oriundas da construção de “homossociabilidades”, refletindo como se constitui o processo de constituição de si por meio da expressão do amor homoerótico entre os personagens.

DOI: 10.5935/2358-3541.2023e126364-pt

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tales Flores da Fonseca, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Doutorando em Sociologia pela UFRGS, aluno do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, vinculado ao PPGS.

Referências

BALIEIRO, Fernando Figueiredo. A pedagogia do sexo em O Ateneu: O dispositivo de sexualidade no internato da “fina flor da mocidade brasileira”. 2009. 126f. Dissertação (Mestrado em Sociologia). Programa de Pós-graduação em Sociologia. Universidade Federal de São Carlos.

BATAILLE, Georges. O erotismo. 1. Ed. Belo Horizonte. Editora Autêntica. 2014.

CRUZ, Rosemário da Costa. O risco à beira do abismo: Homoafetividade e crítica da cultura em João Silvério Trevisan. 2007. 207f. Dissertação (Mestrado em Letras). Instituto de Letras. Universidade Federal da Bahia. Salvador.

FOUCAULT, Michel. Subjetividade e Verdade. Curso do Collège de France (1980-1981) . São Paulo. Editora WMF Martins Fontes. 2016.

HALPERIN, David. How to do the history of male homossexuality. GLQ: A Journal of Lesbian and Gay Studies. 2000. Vol 6. N° 1. 87-123. Duke University Press.

HAMMARÉN, Nils. JOHASSÓN, Thomas. Homosociality: In Between Power and Intimacy. Sage open. Gotheburg, Swenden. January-March. 2014.

KIMMEL, Michael Scott. Masculinidade como homofobia: medo, vergonha e silêncio na construção da identidade de gênero. Revista do Programa de Pós-graduação em Antropologia Social. UFRN. Natal. V. 03. N. 04. 2016.

ORTEGA, Franscisco. Amizade e estética da existência em Foucault. Rio de Janeiro. Graal. 1999.

SANTIAGO, Silviano. Nas malhas da letra. 1. Ed. Rio de Janeiro: Rocco, 2002.

SEDGWICK, Eve Kosofsky. Between Men: English Literature and Male Homossocial Desire. New York. Columbia University Press. 1985

TREVISAN, João Silvério. Em nome do desejo. 3. ed. Rio de Janeiro. Editora Record, 2001.

Downloads

Publicado

19-10-2023

Como Citar

DA FONSECA, T. F. A CONSTRUÇÃO SOCIAL DE HOMOSSOCIABILIDADES NO ROMANCE “EM NOME DO DESEJO” DE JOÃO SILVÉRIO TREVISAN. Revista Contraponto, [S. l.], v. 10, n. 1, p. e126364, 2023. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/contraponto/article/view/126364. Acesso em: 25 fev. 2024.

Edição

Seção

Temática Livre - Artigos