Os exercícios ensaísticos de Gilda de Mello e Souza: a sociologia como uma forma de arte

Autores

Resumo

A ideia do presente texto é examinar a produção intelectual de Gilda de Mello e Souza do ponto de vista dos contornos da forma ensaio. Ao longo do estudo, os atributos teóricos e estéticos do ensaísmo da autora são apresentados a partir do exame crítico de seu livro O espírito das roupas: a moda no século dezenove. Destacamos a concepção do ensaísmo como processo de pensamento, contemplação do objeto a partir da experiência, e de sensibilidade estético e literária. Neste sentido, o ensaísmo de Gilda de Mello e Souza apresenta uma ampliação da atividade sociológica, sobretudo ao se aproximar de elementos que denotam a engenhosidade e a criatividade das formas artísticas e literárias

Palavras-chaves: Gilda de Mello e Souza; Ensaísmo; Sociologia; Artes; Moda.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Wanderson Barbosa Dos Santos, Doutorando pelo Programa de Pós-Graduação em Sociologia pela Universidade de Brasília - UnB.

Doutorando pelo Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade de Brasília, na linha de pesquisa Teoria e Pensamento Social. Tem mestrado em Sociologia (2018), bacharelado em Sociologia (2016) e licenciatura em Ciências Sociais (2018) pela mesma Universidade. Foi membro do corpo editorial do periódico científico Pós - Revista Brasiliense de Pós-Graduação em Ciências Sociais (2019-2020). Tem como campo de interesse a área de Sociologia e pesquisa temas como: sociologia dos intelectuais, história das ideias, teoria sociológica, teoria crítica da sociedade, pensamento social brasileiro, sociologia da literatura, sociologia da arte, sociologia da moda, o ensaísmo e as obras de Georg Simmel e Walter Benjamin.

Downloads

Publicado

30-07-2021

Como Citar

DOS SANTOS, W. B. Os exercícios ensaísticos de Gilda de Mello e Souza: a sociologia como uma forma de arte. Revista Contraponto, [S. l.], v. 8, n. 1, 2021. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/contraponto/article/view/112253. Acesso em: 1 mar. 2024.

Edição

Seção

Artigos