Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir para o rodapé

Artigos

v. 7 n. 2 (2020): Destaques do VIII Seminário Discente do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul

O protagonismo de jovens na escola de classe média: desafios para a análise sociológica da educação

Enviado
October 26, 2020
Publicado
2020-10-31

Resumo

Este artigo se insere em debates do campo da Sociologia da Educação para discutir criticamente a relevância do protagonismo juvenil na escola de classe média. A pesquisa sociológica em educação tem se debruçado, a partir de uma diversidade de abordagens, sobre as desigualdades educacionais do ponto de vista de classe, do ponto de vista geracional ou do ponto de vista da organização pedagógica. Ainda assim, poucas são as pesquisas que analisam relacionalmente estas dinâmicas no cenário contemporâneo. Especialmente, esta lacuna de investigações se acentua considerando o caso da escola de classe média brasileira, cuja análise é insuficientemente disseminada apesar de sua centralidade para a legitimação e reprodução da desigualdade social. Este trabalho apresenta uma revisão crítica de literatura destes diversos campos. Assim, se prioriza a conexão das análises de classe, de juventude e do lugar de alunos e alunas na escola para refletir sobre os avanços e os desafios que a literatura sociológica de educação tem indicado. Deste modo, se sugere a importância de um desenvolvimento de estudos sobre a educação de classe média, particularmente a partir da agência de estudantes jovens. A pesquisa aponta que há, ao mesmo tempo em que prolífica e diversa produção, espaço e necessidade para que a pesquisa do campo avance na direção do fortalecimento destas conexões. Argumenta-se, enfim, em nome de novos olhares frente às decisivas, mas pouco exploradas, relações entre classe social, protagonismo juvenil, o papel de estudantes e a desigualdade educacional brasileira.


Palavras-Chave: Juventudes; Classe Média; Ensino Médio; Estudantes; Sociologia da Educação.

Downloads

Não há dados estatísticos.