Formar, cozer, tirar a cal: testemunhos do fazer cal em Portugal

Autores

Palavras-chave:

saber técnico-tradicional, cal, artesãos, fonte oral, património imaterial

Resumo

O objetivo deste artigo é apresentar e discutir os contextos de algumas “falas” de quem faz a cal, destacando a importância destas “falas” como património intangível. Para efeito, recorre-se a estudos realizados com mestres caleiros no âmbito de projetos de investigação desenvolvidos em Beja (Alentejo/Portugal); explorando ainda alguma da literatura produzida nesta área temática, todavia, privilegiando-se aquela assente em estudos empíricos realizados em Portugal, nomeadamente onde a “voz” do artesão da cal tenha sido expressiva para a compreensão dos processos técnicos tradicionais. Considera-se que o testemunho oral dos artífices da cal pode ser um importante contributo para o ampliar do conhecimento técnico-científico acerca dos processos de produção deste material.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marluci Menezes, LNEC - Laboratório Nacional de Engenharia Civil

Geógrafa, Mestre e doutora em Antropologia, Investigadora do LNEC.

Downloads

Publicado

2018-10-16