Materiais transparentes e translúcidos inovadores em fachadas e seu desempenho em iluminação natural

panorama internacional e aplicabilidade no contexto brasileiro

Autores

Palavras-chave:

Materiais Transparentes e Translúcidos Inovadores, Janelas Inteligentes, Sistemas de Redirecionamento da Luz, Eficiência Energética

Resumo

Desde a década de 1980, materiais transparentes e translúcidos inovadores foram desenvolvidos como tentativa de resolver problemas térmicos e luminosos causados pelas superfícies envidraçadas. Neste contexto, o artigo tem como objetivo apresentar um panorama sobre materiais transparentes e translúcidos inovadores empregados em fachadas de edifícios não residenciais, descrevendo quais podem ser promissores em climas brasileiros. Por meio da revisão sistemática de literatura, incluindo artigos em periódicos, relatórios, teses e dissertações, discute-se uma visão relativa aos principais materiais inovadores, que se dividem em duas categorias principais: os sistemas de redirecionamento da luz natural e as janelas inteligentes. Identifica-se que o vidro eletrocrômico se destaca em relação às demais janelas inteligentes pela maior capacidade de controle das propriedades de transmissão luminosa e fator solar. Na categoria de sistemas de redirecionamento da luz natural, os componentes óticos microestruturados são promissores por permitirem maior alcance da luz natural na profundidade dos ambientes em relação a outros sistemas. Conclui-se que ainda há poucos estudos de aplicação desses materiais no Brasil e, por isso, o aprofundamento desta discussão é necessário.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

João Francisco Walter Costa, Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de Brasília

Possui graduação em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de Brasília - 2015. Concluiu o curso de mestrado no Programa de Pós-Graduação na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de Brasília em 2018. É doutorando pela Universidade de Brasília - Faculdade de Arquitetura e Urbanismo desde 2019. Foi integrante do projeto de pesquisa: Iluminação natural e eficiência energética - critérios para intervenção em edifícios não residenciais modernos do Plano Piloto de Brasília (2018-2020); Projeto de doutorado: Materiais transparentes e translúcidos inovadores em fachadas: conforto visual e eficiência energética em edifícios não-residenciais no contexto brasileiro. Integrante do Laboratório de Controle Ambiental e Eficiência Energética da Universidade de Brasília. Desenvolve pesquisa de doutorado alinhada com o projeto de pesquisa: Integrated solutions for daylight and eletric lighting - IEA SHC Task 61 (desde 2018). 

Cláudia Naves David Amorim, Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de Brasília

Graduada e mestre em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de Brasília, doutora em Tecnologias Energéticas e Ambientais na Università degli Studi di Roma "La Sapienza", com tese desenvolvida no Politecnico di Milano (Italia) e Bavarian Centre for Applied Energy Research -ZAE Bayern - Wuerzburg (Alemanha). Professora Associada da Universidade de Brasília (UnB), atual coordenadora do Laboratório de Controle Ambiental (LACAM). Foi Vice Diretora da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo de 2011 a 2015 e coordenadora do Programa de Pós Graduação da FAU de 2011 a 2013. Atual Diretora de Pesquisa do Decanato de Pesquisa e Inovação da Universidade de Brasília. Coordenadora da Divisão 3 do CIE-Brasil (Comission Internationale del`Eclairage) e pesquisadora junto à IEA (International Energy Agency), tendo participado na Task 50 e atualmente na Task 61. Consultora adHoc do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), parecerista da FAPESP, integrante da Secretaria Técnica do Procel/Edifica e do Grupo Técnico de Edificações do MME, participando da elaboração do Regulamento Técnico para Etiquetagem de Eficiência Energética de Edifícios. Coordenadora do grupo de pesquisa "Qualidade Ambiental, eficiência energética e Iluminação no Espaço Construído", tem experiência na área de Arquitetura e Urbanismo, com ênfase em sustentabilidade e qualidade ambiental, atuando principalmente nos seguintes temas: Iluminação natural, conforto ambiental, eficiência energética, projeto de arquitetura, reabilitação de edifícios e simulação computacional.

Downloads

Publicado

2022-09-12

Edição

Seção

Edição especial ENCAC