Estado do conhecimento acerca de especificações técnicas e normativas para agregados reciclados de RCD

Autores

  • Elaine Pinto Varela Alberte Universidade Federal da Bahia, Departamento de Construção e Estruturas.
  • Julia Barreto Handro

Palavras-chave:

resíduos de construção e demolição, agregado reciclado, especificações técnicas e normativas

Resumo

No Brasil existem normas específicas que estabelecem diretrizes para uso de agregados reciclados em pavimentação e em concreto sem função estrutural. Contudo, pelo fato de a reciclagem de resíduos de construção e demolição (RCD) ainda ser considerada uma atividade recente no país quando comparada a países mais desenvolvidos, torna-se compreensível haver lacunas a respeito da normatização desses materiais, bem como resistência por parte da indústria da construção em utilizá-los. Este estudo realizou um levantamento estruturado sobre produção técnica e normativa existente nos cenários nacional e internacional para o uso de agregados reciclados. Foram consideradas especificações técnicas, normativas e de controle de qualidade de 12 países, incluindo o Brasil. Uma análise sistemática das normas permitiu a apreciação da produção técnica e normativa internacional suplementada com uma breve comparação com a última revisão nacional sobre o tema. Isso possibilitou o delineamento de sugestões para diretrizes técnicas e normativas para o uso desses materiais no país. Espera-se que os resultados deste trabalho apoiem o setor na evolução de especificações técnicas relacionadas e produzam contribuições exitosas em caráter prático para consolidar a reciclagem de RCD do país.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Elaine Pinto Varela Alberte, Universidade Federal da Bahia, Departamento de Construção e Estruturas.

Engenheira civil pela Universidade Federal da Bahia, especialista em Recuperação de Áreas Degradadas pela Faculdade de Tecnologia e Ciências e PhD em Engenharia Ambiental pela Universitat Politècnica de Catalunya. Com cerca de 20 anos de experiência em planejamento, captação de recursos, implementação e coordenação de projetos multi-institucionais, tanto no Brasil quanto na Espanha. Atuação nas áreas de gestão e reciclagem de resíduos de construção e demolição, sustentabilidade ambiental, sistemas de gestão de qualidade baseados na ISO 9000, recuperação de áreas degradadas, urbanização e requalificação ambiental de áreas marginais e infra-estrutura (sistemas de água e esgoto), entre outros.

Downloads

Publicado

2021-05-24

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)