A GESTÃO E ACCOUNTABILITY: A VISÃO DOS MEMBROS DE IGREJAS EVANGÉLICAS

Autores

Palavras-chave:

Gestão de Igrejas, Accountability, Prestação de Contas, Transparência, Responsabilidade

Resumo

A população evangélica cresceu nas últimas décadas e hoje representa praticamente 1/3 da população brasileira. Outra transformação ocorrida nas últimas décadas foi o surgimento das Tecnologias de Informação e Comunicação que mudaram a sociedade e as organizações, oferecendo diferentes transformações de serviços e interações sociais, aumentando a exigência por maior participação, prestação de contas, responsabilidade e transparência. Estes princípios, que são accountables, não deve ser aplicado apenas em organizações públicas, mas também em organizações privadas e terceiro setor. Será que os cristãos exigem características como estas para a sua comunidade e as igrejas praticam-nos? Este é uma das perguntas que norteiam o artigo. Para responde-las, foram aplicados 148 questionários com membros de diversas denominações evangélicas sobre ferramentas que promovem o accountability em organizações. Os resultados evidenciam que muitas igrejas evangélicas disponibilizam informações através de relatórios contábeis e prestam conta de suas ações para a comunidade. Entretanto, muitas vezes as igrejas não incentivam a participação e limitam os canais comunicacionais não utilizando novas ferramentas tecnológicas para essa interação. Além disso, uma parte considerável dos membros acreditam que não têm responsabilidades sobre a gestão financeira e que a liderança é incumbida de tomar decisões.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Adller Moreira Chaves, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB)

Docente de Administração (UESB). Mestre em Administração (UFES). Bacharel em Teologia (FTSA).

Endereço: Rua Hormindo Barros, 350. Bairro Candeias - Vitória da Conquista/BA. 45029-094

Downloads

Publicado

2021-05-13

Edição

Seção

Artigos