A FORMAÇÃO DOCENTE NA EJA: AMOROSIDADE, EXPERIÊNCIA E VALORIZAÇÃO DO PROFESSOR

Autores

  • JULIANA SILVA DOS SANTOS PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL
  • Ivan Livindo de Senna Correa

DOI:

https://doi.org/10.22456/2595-4377.68229

Palavras-chave:

Educação de jovens e adultos, Amorosidade, Experiência, Valorização docente.

Resumo

Este trabalho tem como objetivos refletir sobre a necessidade de formação específica para a docência na EJA e abordar a amorosidade, a experiência e a valorização docente como aspectos relevantes à ação pedagógica na EJA. A metodologia adotada para este estudo constituiu-se de uma metodologia dialógica e reflexiva, partindo das constatações da práxis cotidiana, fundamentando-se em estudos bibliográficos que abordam a temática. Observou-se que a amorosidade, a experiência e a valorização docente são fatores imprescindíveis na formação do professor da EJA – mas que essa formação deve ir além da formação universitária com estágios específicos. Necessita-se, sobretudo, de constante formação continuada, mediante seminários reflexivos, em que os docentes possam relatar as suas experiências e refletir sobre o papel político-pedagógico de seu fazer cotidiano no coletivo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

JULIANA SILVA DOS SANTOS, PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL

Licenciada em Letras Português/Literatura/Inglês (UnC), especialista em Educação Infantil e primeiros anos de Ensino Fundamental (UNOESC), mestra em Educação (UFRGS), doutoranda em Educação na PUCRS e professora da rede municipal de Porto Alegre/RS.

Referências

ARROYO, Miguel González. Ofício de mestre: imagens e auto-imagens. Petrópolis: Vozes, 2000.

ARROYO, Miguel González. Educação de Jovens e Adultos: um campo de direitos e de responsabilidade pública. In. NOGUEIRA, Paulo Henrique de Queiroz; MIRANDA, Shirley Aparecida de (Orgs.). Miguel Gonzáles Arroyo: educador em diálogo com nosso tempo. Belo Horizonte, MG: Autêntica, 2011.

BOURDIEU, Pierre. As categorias do juízo professoral. In: NOGUEIRA, Maria Alice; CATANI, Afrânio. (Orgs.).Escritos de Educação. 9° ed. Trad. Aparecida Joly Gouveia, Revisão Maria Alice Nogueira. Petrópolis, RJ: Vozes, 2007. p. 187-216.

CARRANO, Paulo. A escola diante das culturas juvenis: reconhecer para dialogar. In: Revista Educação.Santa Maria: jan./abr.2011,v.36,p.43-56.

CARRANO, Paulo. Educação de Jovens e Adultos e Juventude: o desafio de compreender os sentidos da presença dos jovens na escola da “segunda chance”. In: Revista REVEJA (UFMG), online, 2007. Acesso disponível em:<http://www.emdialogo.uff.br/sites/default/files/educacao_de_jovens_e_adultos_e_juventude_-_carrano.pdf>. Acesso em: 15 maio. 2015.

CORRÊA, Ivan Livindo de Senna; FISCHER, Maria Clara Bueno; SANTOS, Juliana Santos. Autonomia, trajetórias e saberes de trabalhadores estudantes da Educação de Jovens e Adultos. Educação (UFSM), v. 39, p. 301-3014, 2014.

DONATO, Sueli; ENS, Romilda Teodora. Formação de professores e profissionalidade do professoriniciante: o que dizem os textos aprovados na Anped sul, em 2010 In. IX Anped Sul –Seminário de Pesquisa em Educação da Região SulCaxias do Sul/RS, 2012, 16p.

ENS, Romilda Teodora; DONATO, Sueli Pereira. Ser professor e formar professores: tensões e incertezas contemporâneas. In: ENS, Romilda Teodora; BEHRENS, Marilda Aparecida. Ser professor: formação e os desafios na docência. Curitiba: Champagnat, 2011. p. 79-100.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia. 6 ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1996.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. 9 ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

FRIGOTTO, Gaudêncio. Educação, crise do trabalho assalariado e do desenvolvimento: teorias em conflito. In. FRIGOTTO, Gaudêncio (org.) Educação e crise no trabalho. Petrópolis: Vozes, 1998.

MEIRIEU, Philippe. Carta a um jovem professor. Porto Alegre: Artmed,2006.

MOURA, Tania Maria de Melo. Formação de educadores de jovens e adultos: realidade, desafios e perspectivas atuais. In. Práxis Educacional, Vitória da Conquista v. 5, n. 7 p. 45-72 jul./dez. 2009.

NOSELLA, Paulo. A escola brasileira no final de século: um balanço. In. FRIGOTTO, Gaudêncio (org.).Educação e crise no trabalho. Petrópolis: Vozes, 1998.

PINTO, Álvaro Vieira. Sete lições sobre educação de adultos. 16 ed. São Paulo: Cortez, 2010.maio, 1996. p. 47-63

RIBAS, MarcieleStiegler; SOARES, Solange Toldo. Formação de professores para atuar na educação de jovens e adultos: uma reflexão para o desenvolvimento e aperfeiçoamento da prática docente. In. 35ª Reunião Anual da ANPEd – Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação. Porto de Galinhas-PE, 24 de outubro de 2012, 16p.

SAVIANI, Demerval. Formação de professores: aspectos históricos e teóricos do problema no contexto brasileiro. In. Revista Brasileira de Educação,Rio de janeiro,v. 14, n. 40,p.143-155, jan./abr. 2009

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE PORTO ALEGRE. Sala de Integração e Recursos: Disponível em: <http://www2.portoalegre.rs.gov.br/smed/default.php?p_secao=264>.Acesso em:15 maio. 2015.

SANTOS, Juliana Silva dos; CORRÊA, Ivan L. S.. Educação de Jovens e Adultos: a inclusão na escola excludente. In: VII Seminário Nacional Diálogos com Paulo Freire, 2013, Rio Grande- RS. A educação do (a) trabalhador(a). Rio Grande-RS: FURG, v. 1. p. 1-8.

TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional. 12 ed. Petrópolis RJ, vozes, 2011.

TARDIF, Maurice. O trabalho docente: elementos para uma teoria da docência como profissão de interações humanas. 7ed. Petrópolis/RJ: Vozes, 2012.

TEZZARI, Mauren Lúcia. Sala de Integração e Recursos (SIR) na rede municipal deensino de Porto Alegre: uma análise de um serviço de apoio especializado. In: Reunião Anual da ANPEd – Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação. Caxambu/MG, 2006. Disponível em:.Acesso em: 21abr. 2015.

VENTURA, Jaqueline. A EJA e os desafios da formação docente nas licenciaturas. In. Revista da FAEEBA – Educação e Contemporaneidade, Salvador, v. 21, n. 37, p. 71-82, jan./jun. 2012.

Downloads

Publicado

2017-09-27

Como Citar

DOS SANTOS, J. S.; CORREA, I. L. de S. A FORMAÇÃO DOCENTE NA EJA: AMOROSIDADE, EXPERIÊNCIA E VALORIZAÇÃO DO PROFESSOR. Cadernos do Aplicação, Porto Alegre, v. 30, n. 1-2, 2017. DOI: 10.22456/2595-4377.68229. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/CadernosdoAplicacao/article/view/68229. Acesso em: 1 dez. 2022.

Edição

Seção

Temática especial