Quilombismo, amefricanidade e educação:

comunidades quilombolas no cinema negro brasileiro em paralelos com o caso da América Latina

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22456/2595-4377.123616

Resumo

O Quilombismo do intelectual Abdias do Nascimento (1980) proporciona, através das estéticas produzidas pelo cinema negro brasileiro, paralelos com comunidades e representações similares pela América Latina. O cinema negro (CARVALHO, 2005) é um movimento que protagoniza negras e negros, tanto atrás como na frente das câmeras, tendo como foco principal de suas questões narrativas a raça. Os quilombos são um traço da continuidade histórica com o legado tradicional da África. Originalmente espaços de resistência do regime escravista, os quilombos se ressignificam como espaços de criação de redes e potências contrárias ao racismo (BRASIL, 2012). Encontramos similaridades com nossas relações raciais nos movimentos políticos e estéticos, com a ideia de amefricanidade de Lelia González (1988), por toda América Latina. O objetivo do trabalho é analisar representações cinematográficas dos quilombos na historiografia do cinema brasileiro, traçando semelhanças pela diáspora, e possibilitar reflexões pedagógicas antirracistas. Inspirados por iniciativas recentes, como as do cineasta pioneiro Zózimo Bulbul (CARVALHO, 2012), como metodologia fizemos uma revisão bibliográfica e filmográfica para evidenciarmos que existem cada vez mais produções audiovisuais por toda América Latina carregadas de reivindicações estético-políticas para as questões raciais em diáspora.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcio Luiz Gonçalves D'Arrochella, Secretaria de Estado de Educação do Rio de Janeiro

Bacharel e Licenciado em Geografia  (UFRJ),  com Especialização em Geologia do Quaternário (Museu Nacional), Mestre em Geografia  (UERJ) e Doutor em Geografia  (UFF).

Marco Aurélio da Conceição Corrêa, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Pedagogo (UERJ), Mestrando em Educação pelo Programa de Pós Graduação em Educação da Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ. Professor da Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro.

Elaine Sotero, Secretaria de Estado de Educação do Rio de Janeiro

Pedagoga (UERJ) e Mestranda em Educação pelo Programa de Pós Graduação em Educação da Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ.

Tatiana Santos dos Reis, Secretaria de Estado de Educação do Rio de Janeiro

Pedagoga (UERJ) e mestranda em Educação pelo Programa de Pós Graduação em Educação da Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ.

Downloads

Publicado

2022-10-30

Como Citar

D’ARROCHELLA, M. L. G.; DA CONCEIÇÃO CORRÊA, M. A. .; SOTERO, E. .; SANTOS DOS REIS, T. Quilombismo, amefricanidade e educação: : comunidades quilombolas no cinema negro brasileiro em paralelos com o caso da América Latina. Cadernos do Aplicação, Porto Alegre, v. 35, 2022. DOI: 10.22456/2595-4377.123616. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/CadernosdoAplicacao/article/view/123616. Acesso em: 4 fev. 2023.