Atividade física, qualidade de vida e uso de drogas por estudantes

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22456/2595-4377.122579

Palavras-chave:

Atividade Física, Qualidade de Vida, Drogas ilícitas, Estudantes

Resumo

Este ensaio teórico teve como objetivo compreender as relações do uso de drogas com a atividade física e a qualidade de vida de estudantes em situação de vulnerabilidade social. Para tanto, as buscas das informações foram realizadas em artigos e dissertações armazenadas em diferentes bases de indexação das áreas da Educação e da Saúde. Os estudos evidenciam que a drogadição tem sido ampliada no meio escolar e que a atividade física se torna um fator positivo e viabiliza a influência e a valorização de um estilo de vida saudável e com qualidade de vida. As pesquisas apontam que a atividade física, relacionada à qualidade de vida dos estudantes, apresenta impactos positivos, em virtude de uma rotina saudável e sem exageros, podendo auxiliar tanto na prevenção quanto no tratamento da dependência química. Além disso, são necessárias intervenções por meio de programas que atuem diretamente na escola, capacitando educadores e informando os estudantes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-10-30

Como Citar

FARIAS, G. O.; ZILCH, G. R.; MOTA, Íris D. da; DUTRA RODRIGUES, J. .; SOUZA, L. S. de; VAZ DE CAMPOS PEREIRA, M. P.; PEREIRA, N. Atividade física, qualidade de vida e uso de drogas por estudantes . Cadernos do Aplicação, Porto Alegre, v. 35, 2022. DOI: 10.22456/2595-4377.122579. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/CadernosdoAplicacao/article/view/122579. Acesso em: 4 fev. 2023.