Matemática, EJA e supermercado na pandemia:

uma proposta de trabalho

Autores

  • Daiane Martins Bocasanta Doutora e Mestre em Educação - Professora do Departamento de Humanidades do Colégio de Aplicação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul - CAp/UFRGS http://orcid.org/0000-0003-4430-4236
  • Aline Raldi Franco Universidade Federal do Rio Grande do Sul http://orcid.org/0000-0003-1005-3862

DOI:

https://doi.org/10.22456/2595-4377.120869

Palavras-chave:

EJA. Matemática. Etnomatemática. Supermercado. Ensino remoto

Resumo

Este artigo apresenta uma proposta de trabalho a ser realizada numa aula de alfabetização da Educação de Jovens e Adultos (EJA) no contexto de estudos dirigidos remotos precipitado pela pandemia de COVID-19. O objetivo dessa proposta é identificar e discutir que saberes matemáticos escolares e não-escolares são empregados por estudantes em fase de alfabetização da EJA ao comprar num supermercado. O referencial teórico do estudo situa-se no entrecruzamento da Etnomatemática com o pensamento de Wittgenstein e Foucault. A escolha da temática abordada partiu da fala de uma das estudantes, acerca de uma reportagem televisiva sobre o valor da cesta básica na capital. Por tratar-se de uma atividade cotidiana, relacionada às necessidades básicas de todos, observa-se que a ida ao supermercado suscita o desenvolvimento de cálculos e estratégias que garantam a sobrevivência. No contexto de aulas síncronas à distância, foram realizadas algumas atividades tematizando o salário mínimo e a cesta básica, e, por fim, organizou-se uma apresentação com fotos de produtos da cesta básica produzidas recentemente em um supermercado de Porto Alegre-RS. A partir dessas fotos, foram elaboradas situações-problema que consideravam as contingências da vida dos sujeitos escolares e possibilitavam a utilização e exposição dos conhecimentos matemáticos escolares e não-escolares.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daiane Martins Bocasanta, Doutora e Mestre em Educação - Professora do Departamento de Humanidades do Colégio de Aplicação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul - CAp/UFRGS

Professora dos Anos Iniciais, Departamento de Humanidades, Pedagoga, Mestre em Educação e Doutora em Educação pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos. Interesses de pesquisa: Processos educativos dos Anos Iniciais do EF, Educação Matemática, Etnomatemática, Iniciação Científica nos Anos Iniciais do EF, Crianças e Sociedade de Consumidores e Educação de Jovens e Adultos.

Aline Raldi Franco, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Graduanda em Filosofia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul - Bolsista de Iniciação Científica CNPQ

Downloads

Publicado

2022-10-09

Como Citar

BOCASANTA, D. M.; FRANCO, A. R. Matemática, EJA e supermercado na pandemia: : uma proposta de trabalho. Cadernos do Aplicação, Porto Alegre, v. 35, 2022. DOI: 10.22456/2595-4377.120869. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/CadernosdoAplicacao/article/view/120869. Acesso em: 4 fev. 2023.

Edição

Seção

Temática Especial 1