Emoticons e Letramento Visual: Pedagogia da Imagem

Autores

  • Ana Valéria de Figueiredo da Costa Universidade Iguaçu — UNIG, Nova Iguacu/RJ; Universidade Estácio de Sá — UNESA, Rio de Janerio/RJ; Universidade do Estado do Rio de Janeiro — UERJ, Rio de Janeiro/RJ
  • Isabel Almeida Carneiro Universidade do Estado do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.22456/2357-9854.89140

Palavras-chave:

Emoticons. Letramento visual. Leitura de imagem.

Resumo

Você está em silêncio e, de repente, seu telefone celular emite um som avisando que chegou mensagem pelo aplicativo whatsapp, popularmente conhecido com zap. Por um momento, a atividade que se realiza é interrompida. Não se lê nenhuma palavra escrita; aparece apenas figurinha (conhecida como emoji, emoticon ou smile) avisando que a resposta que se esperava é positiva. Sem nenhuma palavra escrita ou gravada, você - e eu também – entendemos que tudo está bem resolvido.  A partir dessa contextualização, tomando por base a força da imagem como comunicação e, ainda, a facilidade de acesso às novas Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação (TDIC) nos dispositivos móveis, o presente artigo tem como objetivo propor reflexões sobre a utilização de imagens para a comunicação sem palavras, porém repleta de significados partilhados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Valéria de Figueiredo da Costa, Universidade Iguaçu — UNIG, Nova Iguacu/RJ; Universidade Estácio de Sá — UNESA, Rio de Janerio/RJ; Universidade do Estado do Rio de Janeiro — UERJ, Rio de Janeiro/RJ

Doutora em Ciências Humanas-Educação pela PUC-Rio e Mestre em Educação pela PUC-Rio. Professora Adjunta da UERJ no Instituto de Artes; Pesquisadora do Diretório de Pesquisa Jovens em Rede PUC-Rio. Coordenadora de Iniciação Científica do Curso de Pedagogia da Universidade Estácio de Sá. Especialista em Mediação Pedagógica em EAD pela PUC-Rio. Especialista em Gestão da Escola Pública pela UFJF. Especialista em Educação Especial pela Universidade Iguaçu. Especialista em Arte-terapia, Educação e Saúde pela Universidade Candido Mendes. Especialista em Planejamento, Implementação e Gestão da EAD pelo LANTE/UFF. Especialista em Diversidade Étnica e Educação Superior pela UFRRJ. Professora da especialização lato sensu dos cursos de Arte Educação, Psicopedagogia Clínica e Institucional, Educação Especial e Docência do Ensino Superior da Universidade Iguaçu. Professora Docente do Curso de Pedagogia e Licenciaturas da Universidade Estácio de Sá e da Universidade Iguaçu.

Isabel Almeida Carneiro, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Artista visual e professora Adjunta do Instituto de Artes da UERJ no departamento de Ensino da Arte e Cultura Popular. Atua nas áreas das artes e educação. Uma das coordenadoras do PIBID (Programa institucional de Bolsa de Iniciação à Docência) sub-projeto Artes- UERJ. Licenciada em Artes Visuais pelo Centro Universitário Barra Mansa. Especialista pela PUC-Rio em História da Arte e da Arquitetura no Brasil. Mestre pelo Programa de Pós-graduação em Artes da UERJ. Doutora pelo PPGAV/EBA/UFRJ na linha de Linguagens. Realizou parte de sua pesquisa de tese na Paris 1-Sorbonne de setembro de 2013 a agosto de 2014 com o auxílio da bolsa sanduíche da CAPES onde expandiu a noção entre visualidades e sonoridades através da forma-partitura. Atuou como professora de artes do ensino fundamental 2º ciclo no Município de Nova Iguaçu de 2009 a 2012. E como professora substituta no Instituto Federal-RJ no ano de 2015 lecionando oficinas de pintura e monotipia.

Referências

AUMONT, J. A imagem. Campinas, São Paulo: Papirus, 2000.

FOUCAULT, Michel. Isto não é um cachimbo. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1988.

KLEIMAN, A. Os significados do letramento. Campinas: Mercado das Letras, 1995.

DIDI-HUBERMANN, Georges. O que vemos, o que nos olha. São Paulo: Editora 34, 1998.

MONDZAIN, Marie-José. Imagem, ícone, economia. Rio de Janeiro: Contraponto/ Museu de Arte do Rio, 2013.

FREITAS, Ana. Você sabe qual é a história da invenção do emoticon? Aqui está ela ;-). In: Nexo jornal. Disponível em:

<https://www.nexojornal.com.br/expresso/2016/09/30/Voc%C3%AA-sabe-qual-%C3%A9-a-hist%C3%B3ria-da-inven%C3%A7%C3%A3o-do-emoticon-Aqui-est%C3%A1-ela>. Acesso em: 15 dez. 2016.

JANSEN, Thiago. Emoticon, a criação despretensiosa que teve sucesso na internet. In: Jornal O Globo online, de 3 de abril de 2012. Disponível em: <http://oglobo.globo.com/sociedade/tecnologia/emoticon-criacao-despretensiosa-que-teve-sucesso-na-internet-4487061#ixzz4bEsehPrX>. Acesso em: 15 dez. 2016.

RANCIÈRE, Jacques. A partilha do sensível: estética e política. São Paulo: EXO/34, 2005 a.

RODRIGUES, Walace. Letramento visual em classes de licenciatura em pedagogia/PARFOR. Revista Didática Sistêmica, v. 17, n. 1, p. 83 – 94, 2015. Disponível em: <https://www.seer.furg.br/redsis/article/viewFile/5466/3579>. Acesso em: 30 set. 2016.

SARDELICH, Maria Emília. Leitura de imagens e cultura visual: desenredando conceitos para a prática educativa. Educar, Curitiba, n. 27, p. 203-219, 2006.

SOARES, Magda. Letramento e alfabetização: as muitas facetas. In: 26ª Reunião Anual da ANPEd. Poços de Caldas, 2003. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/rbedu/n25/n25a01.pdf>. Acesso 15 set. 2016.

SOARES, Magda. Letramento: um tema em três gêneros. Belo Horizonte: Autêntica, 2009.

VILCHES, Lorenzo. La lectura de la imagen. Prensa, cine, televisión. Barcelona: Paidós, 1984.

Downloads

Publicado

2019-04-30

Como Citar

COSTA, A. V. de F. da; CARNEIRO, I. A. Emoticons e Letramento Visual: Pedagogia da Imagem. Revista GEARTE, [S. l.], v. 6, n. 1, 2019. DOI: 10.22456/2357-9854.89140. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/gearte/article/view/89140. Acesso em: 6 dez. 2022.

Edição

Seção

Artes visuais e tecnologias na educação: história e contemporaneidade