Das ciências naturais às ciências sociais: o currículo segundo William Doll

Alice Ribeiro Casimiro Lopes, Elizabeth Fernandes de Macedo

Resumo


Argumentamos que a incorporação de modelos das ciências naturais às ciências sociais não pode ser tomada como não-positivista apenas porque os modelos incorporados são, em seu contexto de produção, críticos ao positivismo mecanicista do século XIX. Utilizamos o livro de WilIiam DolI, Currículo - uma perspectiva pós-moderna, como exemplo de uma transposição que vem se acentuando no campo da educação: princípios teóricos das ciências do século XX, a exemplo da mecânica quântica, da teoria do caos e da fisica dos processos longe do equilíbrio, são incorporados à discussão das ciências sociais e tratados como fundamentos de uma guinada rumo à pós-modernidade. A análise que Boaventura de Souza Santos faz dos processos de desdogmatização da ciência e das relações entre ciências sociais e ciências naturais é a base de nossa argumentação.


Palavras-chave


currículo, pós-modernidade, ciências naturais, ciências sociais.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais

Educação & Realidade - ISSN 0100-3143 (impresso) e 2175-6236 (online)

 

Licença Creative Commons
Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

 

Apoio e Indexação:

LATINDEX

 

Crossref Similarity Check logo