Três teorias sociológicas para a compreensão da discriminação contra minorias sociais na interação cotidiana

Autores

  • Fernando Diehl

Resumo

Este artigo pretende descrever como um fenômeno social pode ser construído na interação cotidiana através do contato entre indivíduos e grupos sociais distintos. Partindo de três correntes teóricas─ a teoria dos papéis, o interacionismo simbólico e a etnometodologia ─ o artigo vai demonstrar como a discriminação contra uma minoria social é desenvolvida na interação entre os sujeitos envolvidos e como tais correntes teóricas podem ser utilizadas para a compreensão deste fenômeno social. Tal artigo servirá de maneira introdutória ao leitor para uma compreensão da escola epistemológica denominada de fenomenologia, baseando-se no caso da discriminação contra os novos imigrantes haitianos e senegaleses para descrever as teorias e possíveis formas de análise social. Demonstrando como diversos signos são construídos durante o processo de interação e sua importância para a manutenção ou transformação do espaço social no qual o fenômeno especificamente está ocorrendo. Enfatizando um estudo microssociológico, mostrando assim que grupos articulam seus respectivos sentidos e visões de mundo, a partir de sua interação em si e com outros grupos sociais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-11-09

Edição

Seção

Artigos