A escola étnica na cidade de São Paulo e os primeiros tons de uma identidade italiana (1887-1912)

Claudia Panizzolo (Brasil)

Resumo


O objetivo deste artigo é compreender a organização das escolas étnicas italianas estabelecidas na cidade de São Paulo como espaços de constituição de uma identidade nacional, uma italianidade. Para a construção do texto procedeu-se à análise documental de fontes, como estatutos, normas e programas para o funcionamento das escolas italianas; documentos do Ministério das Relações Exteriores da Itália; Anuários das escolas italianas no exterior; ordenamentos legais; jornais, livros, dentre outros. Os limites temporais referem-se ao período demarcado, de um lado, pela criação das escolas, e de outro pela produção de documentação normativa. Recorreu-se à categoria etnia como pilar de sustentação da análise empreendida.


Palavras-chave


escolas étnicas, imigrantes italianos, escola elementar, São Paulo

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.
';



 

 

====================================================================


REVISTA HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO / HISTORY EDUCATION JOURNAL

QUALIS/CAPES 2016: Educação - A1 / Ensino - A1 / História - A2 / Interdisciplinar - A2 / Direito - A2 / Linguística e Literatura - B1 / Administração Pública e de Empresas, Ciências Contábeis e Turismo - B1

ISSN online: 2236-3459

E-mail: rhe.asphe@gmail.com

 

REDES SOCIAIS / SOCIAL NETWORKS

 

                   




INDEXADORES / INDEXERS

 

                  

 

 

 

              

 

 

                    

 

 

 

 

                  

 

 

                       

 

 

                    

 

 

                              

 

 

                    

 

 

                     

 

 

 

PATROCINADORES E APOIADORES / SPONSORS AND SUPPORTERS

 

                            

 

 

              

 

 

 

AGÊNCIAS DE FOMENTO / DEVELOPMENT AGENCIES