Escola graduada e arquitetura escolar no Paraná e Rio Grande do Sul: a pluralidade dos edifícios para a escola primária no cenário brasileiro (1903-1928)

Tatiane de Freitas Ermel (Brasil), Marcus Levy Bencostta (Brasil)

Resumo


O presente artigo propõe analisar de modo comparativo a arquitetura de escolas públicas em duas capitais do sul do Brasil nas três primeiras décadas do século XX. Nosso objetivo é problematizar pontos de intersecção entre seus ordenamentos e disposições, levando em consideração a complexidade de seus elementos espaciais e simbólicos que foram adotados naquele período histórico, com destaque para as suas relações com o traçado urbano. O corpus documental utilizado em nossa análise compreende fontes, tais como: relatórios governamentais, fotografias, plantas e projetos arquitetônicos dos edifícios escolares. Destacamos como relevantes a influência internacional, sobretudo, a implementação da escola graduada e a questão higiênica, a localização e visualidade na trama das duas capitais, o grupo social ao qual a escola atenderia e a necessidade da alfabetização de um número maior de crianças. Ainda, enfatizamos o corpus analisado como suporte para a compreensão de uma semiologia do espaço arquitetural escolar republicano nos estados do Rio Grande do Sul e do Paraná.


Palavras-chave


História da educação. Arquitetura escolar. Escola graduada.

Texto completo:

PDF

Referências


ÁLBUM. Obras públicas: centenário da Independência. Porto Alegre: Officinas Graphicas d’A Federação, 1922.

ALVES, Augusto. A construção do porto de Porto Alegre 1895–1930: modernidade urbanística como suporte de um projeto de Estado. 2005. 179 f. Dissertação (Mestrado em Planejamento Urbano e Regional) - Programa de Pós-Graduação em Planejamento Urbano e Regional, Universidade Federal do Rio Grande do Sul/UFRGS, Porto Alegre, 2005.

ARAÚJO, José Carlos de Souza; SOUZA, Rosa Fátima; PINTO, Rubia-Mar Nunes. A escola primária e o ideário Republicanista nas mensagens dos Presidentes dos Estados (1893-1918). In: SOUZA, Rosa Fátima de; SILVA, Vera Lúcia Gaspar da; SÁ, Elisabeth Figueiredo de. Por uma teoria e uma história da escola primária no Brasil: investigações comparadas sobre a escola graduada (1870-1930). Cuiabá: EDUFMT, 2013. p. 105-145.

AZEVEDO, Crislaine B. Grupos Escolares em Sergipe - 1911-1930: cultura escolar, civilização e escolarização da infância. Natal: Editora da EDUFRN, 2010.

BENCOSTTA, Marcus Albino Levy (org.). Arquitetura e espaço escolar: o exemplo dos primeiros grupos escolares de Curitiba (1903-1928). In: BENCOSTTA, Marcus Levy Albino (org.). História da educação, arquitetura e espaço escolar. São Paulo: Cortez, 2005.

BENCOSTTA, Marcus Albino Levy. Arquitetura e espaço escolar: reflexões acerca do processo de implantação dos primeiros grupos escolares de Curitiba (1903-1928). Educar em Revista, Curitiba, n. 18, p. 103-141, dez. 2001.

BENCOSTTA, Marcus Albino Levy. Cândido de Abreu: projetos do primeiro urbanista da cidade de Curitiba do início do século XX. Revista Brasileira de História, São Paulo, v. 36, n. 73, p. 231-254, dez. 2016.

BUFFA, Ester; PINTO, Gelson de Almeida. Arquitetura e educação: organização do espaço e propostas pedagógicas dos grupos escolares paulistas, 1893-1971. São Carlos: Brasília: EdUFSCar, Inep, 2002.

CARVALHO, José Murilo de. A formação das almas: o imaginário da República no Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 1990.

DIENFENBACH, Samantha Sonza. Affonso Hebert: ecletismo republicano no Rio Grande do Sul. 2008. 177 f. Dissertação (Mestrado em Arquitetura) - Programa de Pós-Graduação em Arquitetura, Universidade Federal do Rio Grande do Sul/UFRGS, Porto Alegre, 2008.

ERMEL, Tatiane de Freitas. Arquitetura escolar e patrimônio histórico-educativo: os edifícios para a escola pública primária no Rio Grande do Sul (1907-1928). 2017. 343 f. Tese (Doutorado em Educação) - Programa de Pós-Graduação em Educação, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul/PUCRS, Porto Alegre, 2017.

ERMEL, Tatiane de Freitas. Cidade e escola: a construção visual do Colégio Fernando Gomes em Porto Alegre/RS Brasil (1913-1935). Espacio, Tiempo y Educación, 3 (2), p. 351-377, 2016.

ERMEL, Tatiane de Freitas. O “Gigante do Alto da Bronze”: um estudo sobre o espaço e arquitetura escolar do Colégio Elementar Fernando Gomes em Porto Alegre/RS (1913-1930). 2011. 173 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Programa de Pós-Graduação em Educação, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul/PUCRS, Porto Alegre, 2011.

ERMEL, Tatiane de Freitas. Transfigurações no tempo e no espaço: Aula Isolada Campo de Redenção em Porto Alegre/RS (1907-2015). Revista Brasileira de História da Educação, 18 (48), e006, p. 1-31, 2018.

ESCOLANO BENITO, Agustín. Arquitetura como Programa. Espaço-Escola e Currículo. In: VIÑAO FRAGO, Antonio; ESCOLANO BENITO, Agustín. Currículo, espaço e subjetividade: a arquitetura como programa. Trad. Alfredo Veiga Neto. Rio de Janeiro: DP&A, 1998.

Estado do Rio Grande do Sul. [Secretaria de Obras Públicas]. Obras públicas: Centenário da Independência. Porto Alegre: Officinas Graphicas d’A Federação, 1922.

FARIA FILHO, Luciano M. Dos pardieiros aos palácios: cultura escolar e urbana em Belo Horizonte na Primeira República. Passo Fundo/RS: UPF, 2000.

FLORES, Hilda Agnes Hübner. Tristeza e Padre Reus. Editora Elape: Porto Alegre, 1979.

FRANCO, Sérgio da Costa. Porto Alegre: guia histórico. Porto Alegre: Editora UFRGS, 1992.

GIL, Natália. Pequenos focos de luz: as escolas isoladas no período de implantação do modelo escolar seriado no Rio Grande do Sul. Revista Brasileira de História da Educação, v. 16, n. 2 (41), p. 261-284, abr./jun. 2016.

GONÇALVES, Irlen Antônio. Cultura escolar, práticas e produção dos grupos escolares em Minas Gerais (1891-1918). 2004. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal de Minas Gerais, 2004.

GORELIK, Adrian. Cultura urbana sob novas perspectivas. Entrevista de Ana Castro e Joana Mello. Novos Estudos, Cebrap, São Paulo, n. 84, p. 235-249, 2009.

GRAZZIOTIN, Luciane Sgarbi; ALMEIDA; Dóris Bittencourt (org.). Colégios elementares e grupos escolares no Rio Grande do Sul: memórias e cultura escolar nos séculos XIX e XX. Oikos: São Leopoldo, 2016.

JODELET, Denise. Representações sociais: um domínio em expansão. In: JODELET, Denise (Ed.). As representações sociais. Rio de Janeiro: EDUERJ, 2001. p. 17-44.

MONTEIRO, Charles. Porto Alegre: urbanização e modernidade - a construção social do espaço urbano. Porto Alegre: EDIPUCRS. Coleção História; 4, 1995.

PERES, Eliane T. Aprendendo formas de pensar, de sentir e de agir: a escola como oficina da vida – discursos pedagógicos e práticas escolares da escola pública gaúcha (1909 – 1959). 2000. 506 f. Tese (Doutorado em Educação) - Programa de Pós-Graduação em Educação - Universidade Federal de Minas Gerais/UFMG, Belo Horizonte, 2000.

PESAVENTO, Sandra Jatahy. Memória de Porto Alegre: espaço e vivências. 2. ed. Porto Alegre: Ed. Universidade/UFRGS, 1999.

RELATÓRIO apresentado ao Dr. Borges de Medeiros, presidente do Estado do Rio Grande do Sul, pelo Eng. Ildefonso Soares Pinto, secretário de Estado dos Negócios das Obras Públicas em 15 de agosto de 1923. Porto Alegre: Officinas Gráphicas de “A Federação”, 1923.

RELATÓRIO apresentado ao Exmo. Sr. Dr. Getúlio Vargas, presidente do Estado do Rio Grande do Sul, pelo Dr. Oswaldo Aranha (Secretário de Estado dos negócios do interior e exterior), em 28 de agosto de 1929. v. II. Porto Alegre: Officinas Graphicas d’ A Federação, 1929.

RELATÓRIO apresentado ao Sr. Borges de Medeiros, presidente do Estado do Rio Grande do Sul, pelo Dr. Augusto Pestana, Secretário de Estado dos Negócios das Obras Públicas em 25 de julho 1927. I Volume. Porto Alegre: Officinas Graphicas D’ A Federação, 1927.

RELATÓRIO DA SECRETARIA DE OBRAS PÚBLICAS do Governo do Estado do Rio Grande do Sul, em 09 de setembro de 1916. Porto Alegre: Officinas Graphicas d’ A Federação, 1916.

RELATÓRIO DA SECRETARIA DE OBRAS PÚBLICAS do Governo do Estado do Rio Grande do Sul, em 14 de setembro de 1917. Porto Alegre: Officinas Graphicas d’ A Federação, 1917.

RELATÓRIO DA SECRETARIA DE OBRAS PÚBLICAS do Governo do Estado do Rio Grande do Sul, em 30 de junho de 1919. Porto Alegre: Officinas Graphicas d’ A Federação, 1919.

RELATÓRIO DA SECRETARIA DE OBRAS PÚBLICAS do Governo do Estado do Rio Grande do Sul, em 06 de setembro de 1924. Porto Alegre: Officinas Graphicas d’ A Federação, 1924.

RELATÓRIO DA SECRETARIA DE OBRAS PÚBLICAS do Governo do Estado do Rio Grande do Sul, em 25 de agosto de 1928. Porto Alegre: Officinas Graphicas d’ A Federação, 1928.

RELATÓRIO DA SECRETARIA DE OBRAS PÚBLICAS do Governo do Estado do Rio Grande do Sul, em 28 de agosto de 1929. Porto Alegre: Officinas Graphicas d’ A Federação, 1929.

RIBEIRO, Célia. Fernando Gomes. Um mestre do século XIX. Porto Alegre: L&PM, 2007.

SÁ, Nicamor Palhares, SÁ; Elisabeth Figueiredo de (org.). Revisitando a história da escola primária. Os grupos escolares em Mato Grosso na Primeira República Brasileira. Cuiabá: Editora UFMT, 2011.

SCHELBAUER, Analete Regina. O método intuitivo e lições de coisas no Brasil do século XIX. In: STEPHANOU, Maria; BASTOS, Maria Helena Camara. Histórias e memórias da educação no Brasil. v. II – Século XIX. Petrópolis: Vozes, 2. ed., 2005. p. 132-149.

SILVA, Vera Lucia Gaspar da; TEIVE, Gladys Mary Ghizoni. Grupos escolares: criação mais feliz da República? Mapeamento da produção em Santa Catarina. Revista Linhas, Florianópolis, v. 10, n. 1, p. 31-53, jan./jun. 2009.

SOUZA, Rosa Fátima. Tempos de civilização: a implantação da Escola Primaria Graduada no Estado de São Paulo (1890-1910). São Paulo: Ed. Unesp, 1998.

SOUZA, Rosa Fátima; SILVA, Vera Lúcia Gaspar da; SÁ, Elisabeth Figueiredo. (org.). Por uma teoria e uma história da escola primária no Brasil: investigações comparadas sobre a escola graduada (1870-1930). Cuiabá: Editora UFMT, 2013.

SUBRAHMANYAM, Sanjay. Connected Histories: Notes towards a Reconfiguration of Early Modern Eurasia. Modern Asian Studies, Special Issue: The Eurasian Context of the Early Modern History of Mainland South East Asia, 1400-1800, v. 31, n. 3, p. 735-762, jul. 1997.

TEIVE, Gladys Mary Ghizoni. Grupo escolar e governamentalidade liberal moderna: nova forma escolar, novos dispositivos, novas subjetividades. Série-Estudos, UCDB, v. 27, p. 209-222, 2009b.

TEIVE, Gladys Mary Ghizoni. Grupo escolar e produção do sujeito moderno: um estudo sobre o currículo e a cultura escolar dos primeiros grupos escolares catarinenses (1911-1935). História da Educação, UFPel, v. 13, p. 57-78, 2009a.

VALDEMARIN, Vera Teresa. Estudando as lições de coisas: análise dos fundamentos filosóficos do método de ensino intuitivo. Campinas: Fapesp, 2004.

VALDEMARIN, Vera Teresa. Método intuitivo: os sentidos como janelas e portas que se abrem para o mundo interpretado. In: SOUZA, Rosa Fátima de et al. O legado educacional do século XIX. Araraquara: Unesp, 1998. p. 63-65.

VIDAL, Diana G. (org.). Grupos escolares: cultura escolar primária e escolarização da infância no Brasil (1893-1971). São Paulo: Mercado das Letras, 2006.

VIÑAO FRAGO, Antonio. Espaços, usos e funções: a localização e disposição física da direção escolar na escola graduada. In: BENCOSTTA, Marcus Levy (org.). História da educação, arquitetura e espaço escolar. São Paulo: Cortez, 2005.

WAISMAN, Marina. La estructura histórica del entorno. Buenos Aires: Ediciones Nueva Visión, 1977.

WEIMER, Günter. A vida cultural e arquitetura na República Velha (1889-1945). Porto Alegre: EDIPUCRS, 2003.

ZEVI, Bruno. Saber ver a arquitetura. 5. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2000.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.
';



====================================================================

REVISTA HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO / HISTORY EDUCATION JOURNAL

QUALIS/CAPES 2016: Educação - A1 / Ensino - A1 / História - A2 / Interdisciplinar - A2 / Direito - A2 / Linguística e Literatura - B1 / Administração Pública e de Empresas, Ciências Contábeis e Turismo - B1

ISSN online: 2236-3459

E-mail: rhe.asphe@gmail.com

Facebook RHE

Twitter RHE 

Google + (Plus) 

Academia RHE

Linkedin RHE


INDEXADORES / INDEXERS

Diadorim - Diretório de Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras

Dialnet - Fundación Dialnet

Doaj - Directory of Open Access Journals

Educ@ Scielo FCC - Indexador online de periódicos na área da Educação

EZB - Elektronische Zeitschriftenbibliothek (Electronic Journals Library)

Google Acadêmico - Google Scholar

Latindex - Sistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal

LatinRev - Red Latinoamericana de Revistas Académicas en Ciencias Sociales y Humanidades

OEI - Organización de Estados Iberoamericanos para la Educación, la Ciência y la Cultura - Biblioteca Digital

Periódicos Capes - Portal de Periódicos Capes / MEC

PKP - Public Knowledge Project

Qualis Periódicos - Plataforma Sucupira

Redalyc - Sistema de Información Científica Redalyc / Red de Revistas Científicas de América Latina y el Caribe, España y Portugal

Redib - Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico

Scielo - Scientific Electronic Library Online

Scopus - Abstract and citation database of peer-reviewed literature: scientific journals, books and conference proceedings

SJR - Scimago Journal & Country Ranking

Sumários.org - Sumários de Revistas Brasileiras

 

PATROCINADORES / SPONSORS

Associação Sul-Rio-Grandense de Pesquisadores em História da Educação - Asphe

Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - PUC/RS

Universidade Federal de Pelotas - UFPel

Universidade de Caxias do Sul - UCS

Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões - URI

 

AGÊNCIAS DE FOMENTO

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq

Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Capes