Livros didáticos como textos de memória: notas sobre narrativas da imigração alemã em livros didáticos de história regionais

Rosiane Ribeiro Bechler (Brasil), Cristiani Bereta da Silva (Brasil)

Resumo


Esse artigo analisa narrativas sobre imigração alemã “dadas a ler” em livros didáticos regionais sobre Santa Catarina, publicados entre 1920 e 1994. Os livros didáticos são aqui compreendidos como “textos de memória” e é por meio dessa chave de leitura que foram analisados. Tal como os antigos palimpsestos, são pensados como registros de memórias de diferentes temporalidades, que evidenciam esforços do presente na reelaboração do passado e indicam determinadas formas de interpretar que resistem ao tempo. Esse arco teórico-metodológico acompanha as reflexões apresentadas no livro “Schulbuch und Erster Weltkrieg”, publicado pelo Georg-Eckert-Institut für Schulbuchforschung. Apresentamos um breve resumo desse livro à guisa de introdução ao exercício proposto, qual seja: a partir da análise da escrita da História escolar,  dotar de inteligibilidade o modo em que as narrativas sobre a vinda dos imigrantes alemães para Santa Catarina no século XIX foram elaboradas, alteradas, reiteradas no decorrer do século XX, indicando interpretações e memórias na composição de um traçado narrativo para a história desse Estado e de suas gentes. Uma das singularidades da questão diz respeito ao contingente de imigrantes europeus que se estabeleceram no Sul do país no decorrer do século XIX. Do traçado narrativo da historiografia didática sobre a vinda dos alemães para Santa Catarina destacamos dois eventos: (1) a vinda dos primeiros imigrantes alemães, ainda na década de 1820, e a fundação de São Pedro de Alcântara; (2) a fundação da atual cidade de Blumenau, em 1850. E, ainda, alguns traços da historiografia didática sobre as influências da cultura germânica na formação da gente catarinense. Como veremos, se São Pedro de Alcântara foi eleita para representar o passado, Blumenau busca no passado os contornos para sua afirmação no presente. Ambas atendem, contudo, à compreensão de que essa imigração se deu em prol do progresso e do desenvolvimento econômico e cultural de Santa Catarina.

 Palavras-chave: Textos de Memória, Livros Didáticos Regionais, Imigração Alemã.


Palavras-chave


Textos de memória; Livros didáticos Regionais; Imigração Alemã

Texto completo:

PDF

Referências


BECHLER, Rosiane da Silva Ribeiro. Entre traçar histórias e tecer identidades: narrativas da historiografia didática regional sobre Santa Catarina. 2018. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade do Estado de Santa Catarina/Udesc, Florianópolis/SC, 2018.

BECHLER, Rosiane da Silva Ribeiro. Minas Gerais em escalas: variações do conhecimento histórico escolar em livros didáticos regionais. 2014. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Minas Gerais/UFMG, Belo Horizonte/MG, 2014.

BOITEUX, Lucas Alexandre. Notas para a História catarinense. Florianópolis: Tip. a vapor da Livraria Moderna, 1912.

BOITEUX, Lucas Alexandre. Pequena História Catarinense. Ilustrada. Florianópolis: Oficinas a Eletricidade da Imprensa Oficial, 1920.

CHOPPIN, Alain. História dos livros e das edições didáticas: sobre o estado da arte. Educação e Pesquisa. Revista de educação da USP, São Paulo, v. 30, p. 549-566, set./dez. 2004.

CHRISTOPHE, Barbara. Ambivalenz als Ressource? Litauische Geschichtslehrer als Übersetzer von kulturellen Deutungsmustern des Sozialismus. In: NIKZENTAITIS, Alvydas (Hg.). Die Vielschichtigkeit der Erinnerung. Stadt, Staat, Region. Vilnius: Atminties daugiasluoksniskumas, 2013. (Ambivalência como pesquisa? Ensino de História lituânia como tradução de modelos de interpretação cultural do Socialismo).

CHRISTOPHE, Barbara; SCHWEDES, Kerstin (ed.). Schulbuch und Erster Weltkrieg: Kulturwissenschaftliche Analysen und geschichtsdidaktische Überlegungen. V&R unipress GmbH, 2015.

CUESTA FERNANDEZ, Raimundo. El código disciplinar de la historia escolar en España: algunas ideas para la explicación de la sociogénesis de una materia de enseñanza. Encounters on Education, v. 3, p. 27-41, 2002. Disponível em: http://qspace.library.queensu.ca/handle/1974/458. Acesso em: 11 dez. 2016.

HALBWACHS, Maurice. A memória coletiva. Tradução Laís Teles Benoir. São Paulo: Centauro, 2004.

KNOCH, Habbo. Die Tat als Bild: Fotografien des Holocaust in der deutschen Erinnerungskultur. Hamburg: Hamburger Edition, 2001.

MUNAKATA, Kazumi. O livro didático: alguns temas de pesquisa. Revista Brasileira de História da Educação, v. 12, n. 3 [30], p. 179-197, 2013. Disponível em: http://www.rbhe.sbhe.org.br/index.php/rbhe/article/view/455. Acesso em: 3 set. 2015.

OLIVEIRA, Henrique; SALOMON, Marlon. A decadência de Santa Catarina. Florianópolis: Ed. da UFSC, 2010.

PIAZZA, Walter Fernando; HÜBUNER, Laura Machado. Santa Catarina - história da gente. Florianópolis: Editora Lunardelli, 1987.

PIAZZA, Walter Fernando; LOMBARDI, Ivete; LEITE, Mara de Fátima. Os Catarinas - terra e gente. Florianópolis: Editora Lunardelli, 1994.

QUEVEDO, Julio; SALES, Geraldo Francisco de; ORDOÑES, Marlene. Santa Catarina, Estudos Sociais. Coleção Meu Estado. São Paulo: Scipione, 1994.

RICOEUR, Paul. A memória, a história, o esquecimento. Campinas: Editora da Unicamp, 2007.

SEYFERTH, Giralda. Colonização, imigração e a questão racial no Brasil. Revista USP, n. 53, p. 117-149, 2002. Disponível em: https://scholar.google.com.br/scholar?hl=pt-BR&as_sdt=0%2C5&q=Coloniza%C3%A7%C3%A3o%2C+imigra%C3%A7%C3%A3o+e+a+quest%C3%A3o+racial+no+Brasil&btnG. Acesso em: 14 abr. 2017.

SILVA, Cristiani Bereta. Educar para a nação: cultura política, nacionalização e ensino de história nas décadas de 1930 e 1940. Curitiba: CRV, 2014b.

SILVA, Cristiani Bereta. Nação e Região e a unidade nacional: uma leitura a partir de dois livros didáticos de História publicados na Primeira República. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 19, n. 57, p. 349-374, abr./jun. 2014a. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbedu/v19n57/v19n57a05.pdf. Acesso em: 31 jul. 2014.

SILVA, Cristiani Bereta; CUNHA, Maria Teresa Santos. Historiografia catarinense e a escrita da história escolar de Lucas Alexandre Boiteux no início do século XX. Cadernos de História da Educação, v. 14, 2015, p. 551-568. Disponível em: http://www.seer.ufu.br/index.php/che/article/view/32524/17509. Acesso em: fev. 2018.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.
';



====================================================================

REVISTA HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO / HISTORY EDUCATION JOURNAL

QUALIS/CAPES 2016: Educação - A1 / Ensino - A1 / História - A2 / Interdisciplinar - A2 / Direito - A2 / Linguística e Literatura - B1 / Administração Pública e de Empresas, Ciências Contábeis e Turismo - B1

ISSN online: 2236-3459

E-mail: rhe.asphe@gmail.com

Facebook RHE

Twitter RHE 

Google + (Plus) 

Academia RHE

Linkedin RHE


INDEXADORES / INDEXERS

Diadorim - Diretório de Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras

Dialnet - Fundación Dialnet

Doaj - Directory of Open Access Journals

Educ@ Scielo FCC - Indexador online de periódicos na área da Educação

EZB - Elektronische Zeitschriftenbibliothek (Electronic Journals Library)

Google Acadêmico - Google Scholar

Latindex - Sistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal

LatinRev - Red Latinoamericana de Revistas Académicas en Ciencias Sociales y Humanidades

OEI - Organización de Estados Iberoamericanos para la Educación, la Ciência y la Cultura - Biblioteca Digital

Periódicos Capes - Portal de Periódicos Capes / MEC

PKP - Public Knowledge Project

Qualis Periódicos - Plataforma Sucupira

Redalyc - Sistema de Información Científica Redalyc / Red de Revistas Científicas de América Latina y el Caribe, España y Portugal

Redib - Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico

Scielo - Scientific Electronic Library Online

Scopus - Abstract and citation database of peer-reviewed literature: scientific journals, books and conference proceedings

SJR - Scimago Journal & Country Ranking

Sumários.org - Sumários de Revistas Brasileiras

 

PATROCINADORES / SPONSORS

Associação Sul-Rio-Grandense de Pesquisadores em História da Educação - Asphe

Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - PUC/RS

Universidade Federal de Pelotas - UFPel

Universidade de Caxias do Sul - UCS

Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões - URI

 

AGÊNCIAS DE FOMENTO

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq

Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Capes